Em minhas-financas

Consumo consciente: 10 dicas para reduzir o desperdício de comida neste Natal

Planejar antes de começar a cozinhar, dar preferência às porções menores e conservar alimentos com cuidado ajudam

SÃO PAULO – O período natalino é um momento de comemoração, festas e também de muita comida. Normalmente, as pessoas compram ou cozinham mais comida do que o necessário, aumentando assim o desperdício. No entanto, seguindo algumas dicas simples, é possível evitar que muito alimento seja jogado fora.

Veja algumas dicas para evitar o desperdício de comida neste Natal:

1. Planeje - ao fazer os preparativos para o Natal, planeje bem o quanto de comida realmente vai precisar servir. Tente ser o mais realista possível. O planejamento prévio é importante, pois é muito comum as pessoas prepararem muita comida com medo de não oferecer o suficiente.

2. Faça uma lista - mais do que fazer uma lista de tudo que será necessário, a orientação é se manter firme na lista. Comprometer-se a se manter dentro da lista evita compras feitas por impulso e também extrapolar na compra de apenas um item.

3. Estimule porções pequenas - muito do desperdício de comida acontece por se colocar mais comida no prato do que realmente se pode comer. Para evitar esse tipo de coisa, estimule os convidados a se servirem com porções menores. Isso pode facilmente ser feito ao oferecer pratos e demais utensílios menores. Lembre-se ainda de que, se o convidado não se sentir satisfeito, ele pode sempre repetir.

4. Convidados - outra sugestão é permitir que os convidados para sua ceia de Natal tenham liberdade de se servir. Desta forma, eles podem escolher o quanto querem colocar em seus pratos, reduzindo a quantidade de comida desperdiçada.

5. Cuidado ao conservar os alimentos - inevitavelmente alguma comida vai sobrar. Para evitar o desperdício dessas sobras, tenha cuidado ao conservá-las. As comidas quentes, por exemplo, não devem ficar mais de duas horas expostas. Além disso, ao guardar as sobras, prefira armazenar várias porções em recipientes pequenos a guardar tudo em um mesmo recipiente grande. As porções pequenas estimulam o consumo fácil e rápido.

6. Adubo - considere transformar as sobras em adubo. O processo pode ser relativamente simples e de baixo custo. Além disso, o adubo pode ter ótimo efeito no solo.

7. Reaproveitando alimentos – se transformar as sobras em adubo não for possível, pense em receitas criativas que ajudam a reaproveitar os alimentos. Por exemplo, vegetais e peru podem servir de ingredientes para uma sopa, assim como pães podem se transformar e ser consumidos como croutons.

8. Doe - tudo que foi feito ou comprado em excesso pode ser doado para alguma instituição, alimentando aqueles que precisam e evitando o desperdício. Procure nas proximidades de sua residência instituições que aceitam esse tipo de doação.

9. Programas - apoie programas que reaproveitam alimentos. Procure na sua cidade instituições que trabalham com reaproveitamento de comidas.

10. Presenteando com alimentos - pense com cuidado antes de presentear amigos ou familiares com alimentos. Não há nada de errado em presentear assim, mas, para evitar desperdício, veja com cuidado que tipo de alimento o presenteado gosta e tente sempre escolher aqueles alimentos que duram mais. Chocolate, café e chás são boas opções.

 

Contato