Plano de saúde

Lobby dos planos de saúde individuais volta a ser debatido na Casa Civil

O assunto também foi debatido no ano passado, em que o Ministério da Justiça defendeu os consumidores e a Casa Civil se mostrou mais sensível ao lobby das operadoras

SÃO PAULO – O lobby dos planos de saúde individuais voltou a ganhar força na Casa Civil, com o objetivo de desbloquear a regra de reajuste, deixando a correção a cargo das operadoras. Hoje, a responsável pela determinação da correção dos planos é a ANS (Agência Nacional de Saúde).

Segundo o Blog do Kennedy, no iG, nesta semana aconteceu uma reunião na Casa Civil sobre o assunto e membros da ANS concluíram que a liberalização do reajuste seria ruim para os consumidores por conta da diferença nas negociações de planos coletivos e individuais. No caso, o lobby quer que valha a regra dos planos coletivos, em que a operadora sai na vantagem.

Os planos individuais são negociados diretamente com a operadora dos planos de saúde, enquanto os planos coletivos têm uma negociação que não depende tanto do preço, já que se trata de uma empresa contratando o plano com uma operadora – a empresa negocia desconto para um grupo e oferece os planos aos funcionários.

PUBLICIDADE

O assunto também foi debatido no ano passado, em que o Ministério da Justiça defendeu os consumidores e a Casa Civil se mostrou mais sensível ao lobby das operadoras.