RECORDE

Live de Thiago Nigro, o Primo Rico, alcança mais de 150 mil pessoas ao vivo

Em nova versão de seu Desafio dos 21 dias, especialista propõe mostrar o caminho das pedras para quem deseja alcançar a liberdade financeira

Thiago Nigro, criador do canal O Primo Rico
Thiago Nigro, criador do canal O Primo Rico

SÃO PAULO – 154 mil pessoas. Mais de dois estádios do Morumbi lotados. Essa é a quantidade de pessoas que participaram da última live de Thiago Nigro, o Primo Rico, no Instagram nesta segunda-feira (6).

A marca de 100 mil havia sido batida três vezes desde quinta-feira (2), quando o especialista em investimentos deu início à mais recente versão do seu Desafio dos 21 Dias. Para participar do Desafio de graça, basta clicar aqui.

Dessa vez, Nigro se comprometeu a dar um exemplar de seu livro “Do mil ao milhão: Sem cortar o cafezinho” para cada participante que chegasse ao fim da live, caso ela batesse os 150 mil acessos simultâneos. “Vocês vão quebrar o correio”, brincou.

Confira, a seguir, alguns dos principais momentos da transmissão.

O poder do tempo (e dos juros compostos)

Para explicar o valor do dinheiro ao longo do tempo, Nigro recorreu ontem a um exemplo curioso.

Imagine dois investidores, aqui chamados de João e Maria. Maria começou a investir aos 18 anos com aportes anuais de R$ 2 mil, e parou de investir aos 26. Ou seja, Maria tirou R$ 16 mil do próprio bolso durante um período de oito anos.

João, por sua vez, começou a investir só mais tarde, aos 26 anos. Com os mesmos aportes anuais de R$ 2 mil, ele seguiu investindo religiosamente até os 65 anos. Ou seja, foram 40 anos de desembolsos, totalizando nada menos que R$ 80 mil, cinco vezes a quantia aportada por Maria.

Assumindo um retorno anual de 10% sobre o valor total investido, com quanto dinheiro João e Maria estariam agora? Surpreendentemente, Maria teria cerca de R$ 1 milhão, enquanto João teria apenas R$ 900 mil.

“Qual é o grande aprendizado? O grande aprendizado é: comece hoje, comece agora. Não deixe para amanhã o que você pode fazer agora.”

Segundo Nigro, o maior arrependimento dos bilionários com quem já conversou até hoje é não ter começado a investir mais cedo.

Clique aqui para entrar para o Desafio Agora

Exponha-se a situações convexas

Outro conceito apresentado por Nigro na live de ontem foi o da convexidade. No contexto dos investimentos, trata-se da ideia de se expor a situações em que os ganhos potenciais são maiores do que as possíveis perdas. “Se você aplicar essa fórmula na sua vida, não tem como dar errado”.

O investimento em ações, explica o especialista, é convexo porque o potencial de ganhos é ilimitado, as perdas só podem chegar a 100% (a menos, é claro, que o investidor opere alavancado).

Mas, de acordo com Nigro, essa ideia vai muito além do universo dos investimentos. “É uma lei da Natureza”. Um primeiro encontro amoroso, argumenta, pode no máximo acabar em uma noite perdida. Por outro lado, pode acabar em casamento e gerar frutos para uma vida inteira. “Você deve se expor sempre a situações convexas”, aconselha Nigro.

Segundo ele, a fórmula para o sucesso pode ser representada pela seguinte equação: sucesso = convexidade – risco de ruína + horizonte de tempo. Em outras palavras, o investidor que buscar situações convexas, não arriscar sua reserva de emergência e tiver paciência dificilmente encontrará grandes imprevistos pelo caminho.

Desconstrução

No decorrer de três semanas, Nigro dará um treinamento completo sobre empreendedorismo e investimentos, com a participação de grandes personalidades do mundo dos negócios. Para participar, basta clicar aqui.

A primeira fase do desafio foi batizada de Desconstrução. Esse é o momento em que os participantes devem abandonar algumas “ideias limitantes” e se preparar psicologicamente para enriquecer no longo prazo. “Não é possível construir o Empire State Building com a fundação de uma casa”, compara o especialista.

Para Nigro, muitas pessoas acreditam não alcançar os resultados financeiros desejados porque lhes faltam certos conhecimentos — quando o que acontece é justamente o contrário.

“Coisas que você não sabe podem, sim, te ajudar [a chegar lá], mas não foi por isso que você não teve resultado até aqui. Você não teve resultado até agora por causa das coisas que você sabe”, destaca.

Por isso, antes de semear e colher os frutos de seu esforço, o investidor de sucesso precisa preparar o terreno. E isso inclui a compreensão de algumas premissas importantes sobre o dinheiro.

“Investimentos são sementes da liberdade. Mas você precisa deixar o seu solo fértil hoje, senão perde a semente. Então vamos passar uma semana desconstruindo antes de plantarmos”, explica.

O primeiro senso comum colocado em xeque por Nigro diz respeito à própria noção de liberdade financeira. “Liberdade financeira não é poder fazer tudo, e sim ter a possibilidade de não fazer nada”, afirma.

Segundo o Primo Rico, muitas pessoas trabalham a vida toda e até se endividam para poder comprar coisas das quais se tornam escravas. A verdadeira independência, argumenta, é chegar ao ponto onde seus rendimentos lhe permitam desfrutar do padrão de vida almejado — e trabalhar apenas se quiser.

Ainda na fase da desconstrução, Nigro convida os participantes a deixar para trás o que considera a “cabeça de escassez, de pensar pequeno, de cortar o café”. “Isso aqui não é uma live motivacional. É uma live irritacional”, brinca.

Sobre o Desafio

No Desafio dos 21 Dias, o especialista se propõe a oferecer o passo a passo para quem está comprometido com essa jornada — de suas dicas de carreira a sua metodologia e investimentos.

Para quem acha que não é possível chegar lá, vale lembrar que Nigro alcançou sua liberdade financeira aos 27 anos, depois de vender sua parte em uma sociedade de agentes autônomos.

O Desafio dos 21 Dias começa todos os dias às 21h57 e é 100% gratuito, mas são poucas as pessoas que chegam ao fim dele.

Para quem está disposto a participar, o especialista deixa um conselho: convidar amigos para participar também. “Se você estiver sozinho, você vai desistir, então divida o desafio com outras pessoas.”

Segundo o especialista, essa é uma ferramenta poderosa para atingir objetivos. Não à toa, diz ele ter perdido 13 quilos nas últimas semanas após fazer um desafio público com seus seguidores.

Clique aqui para participar agora de todas as lives com o Primo Rico.

Live de Thiago Nigro, o Primo Rico, alcança mais de 110 mil pessoas ao vivo

Em nova versão de seu desafio dos 21 dias, o especialista em investimentos propõe mostrar o caminho das pedras para quem deseja alcançar a liberdade financeira

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre
Thiago Nigro, criador do canal O Primo Rico
Thiago Nigro, criador do canal O Primo Rico

SÃO PAULO – 112 mil pessoas. Quase dois estádios do Morumbi lotados. Essa é a quantidade de pessoas que participaram da última live de Thiago Nigro, o Primo Rico, neste domingo (5).

O recorde vinha sendo batido seguidas vezes desde quinta-feira (2), quando o especialista em investimentos deu início à mais recente versão do seu Desafio dos 21 dias. Para participar também de graça agora, basta clicar aqui.

No decorrer de três semanas, Nigro dará um treinamento completo sobre empreendedorismo e investimentos, com a participação de grandes personalidades do mundo dos negócios.

A primeira fase do desafio foi batizada de Desconstrução. Esse é o momento em que os participantes devem abandonar algumas “ideias limitantes” e se preparar psicologicamente para enriquecer no longo prazo. “Não é possível construir o Empire State Building com a fundação de uma casa”, explica o especialista.

Para Nigro, muitas pessoas acreditam não alcançar os resultados financeiros desejados porque lhes faltam certos conhecimentos, quando o que acontece é justamente o contrário.

“Coisas que você não sabe podem, sim, te ajudar [a chegar lá], mas não foi por isso que você não teve resultado. Você não teve resultado até agora por causa das coisas que você já sabe”, destaca.

Por isso, antes de semear e colher os frutos de seu esforço, o investidor de sucesso precisa preparar o terreno. E isso inclui a compreensão de algumas premissas importantes sobre o dinheiro.

“Investimentos são sementes da liberdade. Mas você precisa deixar o seu solo fértil hoje, senão perde a semente. Então vamos passar uma semana desconstruindo antes de plantarmos”, explica.

A primeira definição colocada em xeque por Nigro diz respeito à própria noção de liberdade financeira. “Liberdade financeira não é poder fazer tudo, e sim ter a possibilidade de não fazer nada”, afirma.

Segundo o Primo Rico, muitas pessoas trabalham a vida toda e até se endividam para poder comprar coisas das quais se tornam escravas. A verdadeira independência, argumenta, é chegar ao ponto onde seus rendimentos lhe permitam desfrutar do padrão de vida almejado — e trabalhar apenas se quiser.

Ainda na fase da desconstrução, Nigro convida os participantes a deixar para trás o que considera a “cabeça de escassez, de pensar pequeno, de cortar o café”. “Isso aqui não é uma live motivacional. É uma live irritacional”, brinca.

No Desafio dos 21 Dias, o especialista se propõe a oferecer o passo a passo para quem está comprometido com essa jornada – de suas dicas de carreira até sua metodologia e investimentos.

Para quem acha que não é possível chegar lá, vale lembrar que Nigro alcançou sua liberdade financeira aos 27 anos.

O Desafio dos 21 Dias começa todos os dias às 21h57 e é 100% gratuito, mas são poucas as pessoas que chegam ao fim dele.

Para quem está disposto a participar, o especialista deixa um conselho: convidar amigos para participar também. “Se você estiver sozinho, você vai desistir, então divida o desafio com outras pessoas.”

Segundo o especialista, essa é uma ferramenta poderosa para atingir objetivos. Não à toa, diz ele ter perdido 13 quilos nas últimas semanas após fazer um desafio público com seus seguidores.

Clique aqui para participar agora de todas as lives com o Primo Rico.

Nicolas Gunkel

Nicolas Gunkel é jornalista pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e editor de Conteúdo no InfoMoney