Nova Selic

Itaú, BB e Bradesco reduzem taxas de juros para PF e PJ após decisão do Copom

Novas taxas passam a valer na próxima segunda-feira

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após o Comitê de Políticas Monetárias (Copom) anunciar nesta quarta-feira (6) um novo patamar da Selic, em 3% ao ano, instituições financeiras começam a repassar o corte aos seus clientes.

O Itaú anunciou a redução dos juros das suas linhas de crédito para pessoa física e pessoa jurídica. O repasse do corte será integral, ou seja, as linhas de crédito reduzirão os juros também em 75 pontos-base.

Para pessoas físicas, a redução será no empréstimo pessoal, de acordo com o banco. Não houve menção a novos cortes para o crédito imobiliário. Nessa frente, o Itaú lembrou que “em abril, já havia reduzido sua taxa de juros mínima para a linha de crédito imobiliário para 7,3% ao ano + TR.”

Aprenda a investir na bolsa

Já os clientes pessoa jurídica encontrarão redução no capital de giro. Os novos valores valem a partir de segunda-feira (11), e variam de acordo com o perfil do cliente e de seu relacionamento com o banco”, informou a instituição em comunicado à imprensa.

O banco acrescentou que “as novas reduções reforçam o compromisso do banco em manter preços competitivos, buscando oferecer sempre a melhor relação custo-benefício para todos os clientes, sem abrir mão do valor agregado em seus serviços e produtos.”

O Bradesco também baixou suas taxas de juros, mas se limitou a dizer que “reduzirá a taxa de juros de suas principais linhas de crédito a partir de segunda-feira, 11/05, acompanhando a decisão do Copom.”

Os ajustes no Banco do Brasil, maior instituição financeira pública do país, também passam a valer a partir da próxima segunda-feira (11). O banco vai reduzir as taxas de juros para linhas de crédito para pessoas física e jurídica, de acordo com o corte de 0,75% feito pelo Copom.

As linhas de home equity (BB Crédito Imóvel Próprio) e Crédito Estruturado (com garantias), tiveram suas taxas mínimas reduzidas para 0,88% e 0,83% ao mês, respectivamente. Já a taxa da linha de crédito para compra de veículos novos caiu de 0,60% para 0,54% ao mês.

Nas operações de crédito para as empresas, a taxa da linha de Desconto de Cheques foi reduzida de 1,21% para 1,15% ao mês, enquanto as linhas de Desconto de Títulos e ACL passarão a operar, ambas, com taxas a partir de 0,88% ao mês.

PUBLICIDADE

O InfoMoney aguarda pronunciamentos de outros bancos e esta matéria será atualizada caso haja redução por parte de outras instituições.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.