Proteção aos segurados

INSS pagará afastamento de atingidos por coronavírus e pausará atendimento presencial

A força-tarefa que vinha sendo montada para diminuir as filas do INSS mudará de figura por conta da pandemia

Atendimento do INSS
(Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr)

SÃO PAULO  – O Instituto Nacional do Seguro Nacional deve arcar com despesas de empresas com funcionários afastados em decorrência do novo coronavírus. De acordo com o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, o governo pretende pagar os primeiros 15 dias de afastamento quando houver diagnóstico de Covid-19, limitado ao teto do INSS.

A medida ainda não foi oficializada, mas, disse Bianco, o governo já está de acordo e o anúncio deve ser feito em breve. Ele mencionou a intenção durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (19) tratando de mudanças no atendimento aos beneficiários do INSS.

Tudo virtual

Para tentar preservar a saúde dos segurados, grande parte dentro dos grupos de risco, o INSS oferecerá todos os seus serviços de forma remota. Funcionários só atenderão presencialmente em medida de plantão para informar a quem tiver dúvidas como acessar os sistemas de atendimento eletrônico.

PUBLICIDADE

Entre as mudanças, o reconhecimento de perícia médica será feito por aplicativo, sem necessidade de reconhecimento por perito do INSS, e o governo estimula que os segurados que já tenham um atestado anterior não se dirijam a postos médicos para renová-lo.

As análises, segundo Bianco, serão abreviadas para aumentar a velocidade de concessão de benefícios durante o período de medidas contra a pandemia. Os funcionários que normalmente trabalham nos postos de atendimento serão realocados a esse atendimento eletrônico para aumentar a produtividade.

O governo fez um apelo aos segurados para que não compareçam aos prédios do INSS e também evitem ir ao banco para realizar os saques de benefícios e de valores da aposentadoria. Será dispensada a averbação do INSS para saques não presenciais, apenas uma procuração convencional permitirá a retirada do dinheiro.

Filas

A força-tarefa que vinha sendo montada para diminuir as filas do INSS mudará de figura por conta da pandemia. Segundo o secretário de Previdência, Narlon Gutierre, a convocação de servidores era dividida entre os que reforçariam atendimento presencial e outros que já fariam a parte eletrônica. O primeiro grupo passará pelo processo de seleção, mas só será convocado quando terminar o momento de isolamento.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!