Em minhas-financas / impostos

Entenda a proposta de Jair Bolsonaro para o Imposto de Renda

Mudança beneficia quem entra na faixa de isenção e também aqueles quem recebem salários mais altos

Bolsonaro
(Fernando Frazão/Agencia Brasil)

*Atualizada às 16h52 para incluir a dedução do INSS no cálculo apontado.

SÃO PAULO – Jair Bolsonaro (PSL), presidente eleito neste domingo (28) com 55% dos votos, propõe que sejam isentos do Imposto de Renda os contribuintes que ganham até cinco salários mínimos (um total de R$ 5.030, considerando o previsto para 2019 na proposta de Orçamento) e uma alíquota única de dedução.

A proposta é que haja uma alíquota única de 20%. Uma pessoa cujo salário mensal é de R$ 7 mil, por exemplo, pagaria R$ 400 ao mês de Imposto de Renda; na tabela atual do IR, que prevê uma dedução de 27,5% para os que recebem mais de R$ 4.664,68 ao mês, essa pessoa paga R$ 884,85. Na proposta de Bolsonaro, portanto, a contribuição deste trabalhador ficaria menor. Esses valores já consideram a dedução do INSS.

A vantagem é maior para quem entra na faixa de isenção e também para aqueles quem recebem salários mais altos: uma pessoa com salário mensal de R$ 20 mil pagaria R$ 3 mil na alíquota única de Bolsonaro, valor 35% menor do que os R$ 4.630 que são cobrados pela regra atual.  

Hoje, é isento do imposto quem recebe até R$ 1.903,98 ao mês. Com o aumento do limite de isenção, estima-se que 16 milhões de contribuintes fiquem livres da cobrança.

Uma das consequências da mudança é a menor arrecadação pelo governo: a equipe econômica atual estima que ela custe R$ 60 bilhões aos cofres públicos. Para que não seja de tamanho impacto, o futuro ministro da Fazenda de Bolsonaro, Paulo Guedes, prevê tributar dividendos e a adoção de um imposto sobre valor agregado (IVA), além de mudar as regras de arrecadação de outros impostos.

Seja sócio das melhores empresas do país com a melhor corretora do Brasil: abra uma conta gratuita na XP!

A seguir, confira como é a tabela atual do IR e como ela ficaria segundo a proposta do presidente:

Base de cálculo (R$ por mês) Alíquota atual (%) Alíquota proposta por Bolsonaro
Até 1.903,98 Isento Isento
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 Isento
De 2.826,66 até 3.751,05 15 Isento
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 Isento
Acima de 4.664,68 27,5 Isento até R$ 5 mil 
Acima de R$ 5 mil 27,5 20%

 

Contato