Em minhas-financas / impostos

Governo deve criar novo imposto para financiar saúde pública, diz Ministro

Em relação à cobrança de impostos para a Saúde, Arthur acredita ser esse um desafio contemporâneo a ser enfrentado por todos os países

Arthur Chioro
(Agência Brasil)

SÃO PAULO - Tendo em vista as expectativas para o ano, envolvendo reajuste de orçamento de sua pasta e entrada de dinheiro, o Ministro da Saúde Arthur Chioro, em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, sugere como medida a criação de uma nova cobrança para financiar o setor. 

A ideia é que a instauração ajude a reparar os danos sofridos em 2008, com o fim da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira). O Ministro afirma ser contrário aos planos de saúde com mensalidades mais acessíveis - que seriam "mentirosos" - e apoia uma mudança nas agências reguladoras, que seguem as políticas da pasta.

Em relação à cobrança de impostos para a Saúde, Arthur acredita ser esse um desafio contemporâneo a ser enfrentado por todos os países. "Hoje o desafio que a gente tem não é apenas dizer para a sociedade que ela tem que pagar mais ou contribuir mais. Temos de dar garantia para a sociedade de que estamos gastando da melhor forma possível, mais eficiente, mais transparente", disse.

Dentre as cinco prioridades do governo Dilma para a Saúde estão os programas Mais Médicos e Mais Especialidades, o segundo a ser apresentado para a presidente no primeiro tirimestre. O programa será adaptado para as regiões do país, atentendo suas necessidades específicas. O tempo de implantação ainda é indefinido e os recursos para tal são oriundos do pré-sal.

Leia a entrevista do Ministro na página do Estado de S. Paulo.

 

Contato