Estratégia: Darwin vai à Wall Street, dizem analistas da Merrill Lynch

Só os mais aptos sobreviverão, e a performance dos investimentos dependerá dos ativos tradicionais de alta qualidade

Por  Camila Schoti

SÃO PAULO – Darwin vai a Wall Street. Essa foi a abordagem utilizada pela equipe de analistas do banco Merrill Lynch para descrever a atual situação dos mercados e as estratégias adequadas para passar pelo período de volatilidade e percepção de risco crescente, em que apenas os mais aptos sobrevivem.

Para os analistas do banco norte-americano, em momentos como o atual, quando a taxa de crescimento dos lucros das empresas desacelera, o mercado tende a tornar-se “darwinista”, e só os mais aptos sobrevivem. A performance dos investimentos dependerá destes sobreviventes, alerta o banco.

Os sobreviventes são representados pelas oportunidades (cada vez menores) de investimentos que oferecem vias de crescimento. Essas, porém, tendem a se tornarem escassas à medida que o ciclo de lucros desacelera, isto é, quando o ritmo de crescimento dos ganhos se reduz, explicam os analistas.

Foco em large caps e qualidade

De acordo com o banco norte-americano, os mercados financeiros globais estão caminhando em direção a um cenário em que a situação darwinista será a “ordem do dia” e suas estratégias já estão ancoradas nesta percepção.

Com base na perspectiva de que o ritmo de crescimento da lucratividade das empresas deve arrefecer ao longo deste ano, os analistas mantêm o foco em títulos de dívida de maior qualidade, large caps e setores defensivos nos EUA, mercados desenvolvidos e estratégia de alta qualidade em dividendos. Segundo o banco, tal estratégia tem sido bem sucedida.

Quanto aos mercados emergentes, agora considerados portos seguros para os investimentos por parte do mercado, os analistas afirmam que continuam céticos quanto a essa percepção, já que o aumento no ciclo global de ganhos e uma “dramática” bolha no mercado de crédito levaram muitos investidos a considerarem investimentos de baixa qualidade não mais como cíclicos.

Compartilhe