Em quase um mês, 20% dos contribuintes entregaram a declaração do IR 2010

Segundo a Receita Federal, 4,8 milhões de declarações já foram entregues. São esperados 24 milhões de documentos

SÃO PAULO – Até as 11h desta segunda-feira (29), 4,8 milhões de contribuintes já prestaram as contas com o leão. O número representa 20% das 24 milhões de declarações que a Receita Federal do Brasil espera receber até o dia 30 de abril.

De acordo com a Receita, o sistema de transmissão das declarações fica fora do ar no período de 1h e 5h da madrugada. Entretanto, o programa de preenchimento pode ser baixado a qualquer hora, inclusive nesse período.

Como declarar e entregar o IR 2010
Quem se enquadra entre os contribuintes obrigados a prestar as contas com a Receita Federal deve optar entre dois modelos para entregar a declaração: completo ou simplificado.

No modelo completo, podem ser utilizadas todas as deduções legais, desde que comprovadas. Além disso, essa forma é obrigatória para quem deseja compensar prejuízo da atividade rural e compensar imposto pago no exterior.

O modelo simplificado não exige a comprovação de documentos. A diferença é que, ao contrário do primeiro, as deduções previstas na lei são substituídas pelo desconto simplificado de 20% sobre o valor dos rendimentos tributáveis na declaração – limitado ao teto de R$ 12.743,63.

A entrega da declaração pode ser feita das seguintes formas:

Formulário – nas agências e lojas franqueadas dos correios (a partir do ano que vem, esta forma de envio será extinta)

Computador – enviada pela internet ou por disquete (entregue nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal)

Prazo e multa
O prazo final da entrega da declaração é dia 30 de abril. Bancos e Correios recebem o documento no horário de expediente. Pelo computador, o contribuinte tem até 23h59min59seg do último dia para enviar a declaração.

PUBLICIDADE

A própria Receita alerta que documentos entregues a partir de 00h00 são considerados com atraso.

Em caso de atraso, a multa é de 1% sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto a pagar.