Em minhas-financas / economize-dinheiro

Horário de verão começa em 20 de outubro; Bahia fica fora

Além de não ter participado do horário de verão 2012/213, o estado também não aderiu à proposta entre os anos de 2003 e 2010

Protetor solar
(ThinkStock)

Brasília – Da mesma forma que em 2012, o governador da Bahia, Jaques Wagner, decidiu não aderir ao horário de verão que começa no dia 20 de outubro. Wagner justificou a medida alegando que a maioria dos baianos é contra adiantar os relógios em uma hora. Desde outubro do ano passado, quando foi publicado o Decreto 7.826, o estado não consta da relação de unidades federativas em que a iniciativa deve ser instituída.

Além de não ter participado do horário de verão 2012/213, o estado também não aderiu à proposta entre os anos de 2003 e 2010. De acordo com o governador, em 2011/2012, quando a Bahia foi o único estado do Nordeste a alterar os horários, a maior parte da população reagiu contrariamente.

"Nós fizemos uma experiência no ano retrasado, houve uma reação muito grande, então, independente daquilo que eu acho, eu tenho que ouvir a ampla maioria da população. Então, este ano, como no ano passado, a Bahia se mantém fora do horário de verão", destacou o governador.

A iniciativa tem o objetivo de proporcionar o melhor aproveitamento da luz natural, reduzindo o consumo de energia entre as 18h e as 20h. Segundo o Ministério de Minas e Energia, a desconcentração da demanda reduz o risco de problemas nas linhas de transmissão, nas subestações e no sistema de distribuição, o que, eventualmente, poderia afetar todo o sistema de fornecimento de energia elétrica.

Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico, em 2012/2013, o horário de verão gerou uma economia de 4,5% no período de pico nos estados em que o implementaram. Desde 2008, quando foi publicado o Decreto 6.558, a iniciativa entra em vigor a partir da 0h do terceiro domingo de outubro e se estende até a 0h do terceiro domingo de fevereiro.

(Alex Rodrigues)

 

Contato