Pandemia

“É impossível que economia de países pobres se recupere sem vacinas”, diz diretora da OMC

Menos de 8% da população total de nações pobres recebeu ao menos uma dose dos imunizantes, aponta Ngozi Okonjo-Iweala

Por  Estadão Conteúdo -

Diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala reforçou que a desigualdade na distribuição de vacinas contra a Covid-19 segura a recuperação de países de baixa renda, durante evento organizado em conjunto com o Banco Mundial, nesta segunda-feira (24).

“A recuperação econômica não é possível sem vacinas”, disse ela, após destacar que menos de 8% da população total de nações pobres recebeu ao menos uma dose dos imunizantes.

Para 2022, Ngozi ressaltou que será importante lidar com as vulnerabilidades comerciais destas regiões, como o fraco acesso ao comércio global, além de visar os problemas na cadeia de suprimentos no curto prazo.

Pandemia não acabou

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) também alertou, nesta segunda, que é perigoso assumir que a altamente transmissível variante ômicron anuncia o fim da fase mais aguda da Covid-19, e pediu aos países que mantenham foco para vencer a pandemia.

“É perigoso assumir que a ômicron será a última variante e que estamos no final (da pandemia)”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus na reunião do Conselho Executivo da OMS sobre a pandemia que já dura dois anos e matou quase 6 milhões de pessoas em todo o mundo.

“Pelo contrário, globalmente as condições são ideais para que surjam mais variantes.”

Com informações da Reuters

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe