RADAR INFOMONEY Usiminas lucra R$ 1,2 bi: mas por que não empolga tanto? Confira no programa desta sexta

Usiminas lucra R$ 1,2 bi: mas por que não empolga tanto? Confira no programa desta sexta

Donos de Gol receberão até R$ 264,96 por cobrança errada de IPVA

Pedido de devolução de dinheiro deve ser feito na Nossa Caixa, a quem pagou em cota única com desconto em SP

SÃO PAULO – Proprietários de veículos do modelo Gol serão ressarcidos em até R$ 264,96 devido a um erro no cálculo do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), segundo informou a Secretaria da Fazenda de São Paulo nesta quarta-feira (24).

O erro atingiu os modelos Gol 1.0 G-IV (código IPVA 1157780), anos de fabricação 2008 e 2009, e Gol MI (código IPVA 1157370), anos de fabricação 1995, 1996 e 1998. Em São Paulo, existem 36,3 mil veículos do primeiro modelo e outras 21 mil unidades do segundo modelo. Porém, não se sabe quantos pagaram o imposto com valor errado.

No caso do Gol 1.0 G-IV, o valor a ser restituído é de R$ 264,96, para o ano 2008, e de R$ 226,32, para o ano de 2009. Já no Gol MI, os valores são de R$ 7,12 (1995), R$ 26,96 (1996) e R$ 74,36 (1998).

Ressarcimento
Quem pagou o imposto em cota única, com desconto, em janeiro, será ressarcido. A diferença já está disponível em qualquer agência da Nossa Caixa. A solicitação de restituição deve ser feita até as 15h. O dinheiro ficará disponível por dois anos. 

O proprietário pessoa física deve ter em mãos original e cópia, da frente e do verso, do RG, CPF, CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo), onde conste o número do Renavam, e original de procuração (no caso da retirada não ser feita pelo proprietário), com a finalidade de receber o valor a restituir. Nas aquisições por meio de leasing, além desses documentos, deve-se levar o contrato.

Quem optou pelo parcelamento também pagou a mais. Nesse caso, a secretaria afirmou que o ajuste foi feito na segunda parcela do imposto. A terceira parcela, que vence em março, virá com o valor correto. Quem pagou o imposto em cota única, sem desconto, não tem diferença a receber. De acordo com o órgão, os valores já estavam corretos.