Reflexos da guerra

Dona da Fiat suspende atividades em fábrica na Rússia quase 2 meses após invasão da Ucrânia

Paralisação da planta grupo Stellantis em Kaluga havia sido anunciada em 31 de março, mas se tornou efetiva só agora

Por  ANSA Brasil -

O grupo automotivo Stellantis, dono das marcas Fiat, Jeep, Citroën e Peugeot, suspendeu as atividades produtivas em sua fábrica em Kaluga, no oeste da Rússia, quase dois meses após a invasão à Ucrânia.

Segundo a empresa, a medida foi tomada para “garantir o pleno respeito de todas as múltiplas sanções” de países ocidentais contra o regime de Vladimir Putin e para “proteger os próprios funcionários”.

Leia também:

Além disso, a Stellantis condenou a “violência” e demonstrou apoio a “qualquer ação que possa restabelecer a paz”.

A suspensão da fábrica em Kaluga havia sido anunciada em 31 de março pelo CEO da empresa, o brasileiro Carlos Tavares, após um encontro com sindicatos italianos. Mas se tornou efetiva só agora.

Há cerca de um mês, a Stellantis suspendeu todas as suas exportações e importações relacionadas à Rússia.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe