Seu Bolso

Doméstica que morar no trabalho deverá receber R$ 1.200 em São Paulo

Quando considerado o piso de governanta, salário sobe para R$ 5 mil

SÃO PAULO – A partir do dia 26 de agosto, a empregada doméstica que morar no emprego em São Paulo, deverá receber piso salarial de R$ 1.200. O valor foi estabelecido em um acordo coletivo assinado pelo Sindicato dos Empregadores Domésticos do Estado de São Paulo e pela Federação das Empregadas e Trabalhadores Domésticos do Estado de São Paulo.

Além da capital paulista, a medida vale para os municípios de Arujá, Barueri, Biritiba-Mirim, Carapicuíba, Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jandira, Juquitiba, Mogi das Cruzes, Mairiporã, Osasco, Poá, Salesópolis, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, Suzano, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.

Desconsiderando os trabalhadores que moram no emprego, o acordo garante piso salarial de R$ 755 para a categoria.

PUBLICIDADE

Outros profissionais
No que diz respeito aos outros profissionais do setor, o salário para quem mora no local de trabalho, varia de R$ 1.600 a R$ 5 mil, conforme é possível observar a seguir:

Babá (1 criança) – R$ 1.600

Babá (2 crianças ou mais) – R$ 2 mil

Copeira – R$ 2 mil

Cozinheira forno e fogão – R$ 2 mil

Cuidador de Idosos (com curso) – R$ 2.300

PUBLICIDADE

Motorista – R$ 2.500

Governanta – R$ 5mil