Em minhas-financas / credito

Itaú unifica juros para crédito imobiliário; taxas caem

Banco fica mais competitivo no financiamento de imóveis de qualquer valor

Contrato imobiliário
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Após as mudanças anunciadas no final de julho para o financiamento imobiliário, permitindo financiamento de imóveis de até R$ 1,5 milhão pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH), o Itaú Unibanco anunciou nesta terça-feira (14) a unificação de suas taxas para o SFH e Carteira Hipotecária (CH). As mudanças valem a partir de 17 de agosto.

Com isto, cai a taxa mínima da CH, utilizada para imóveis a partir de R$ 950 mil em SP, RJ, MG e DF e mais de R$ 800 mil para outros estados. Esse juro vai de 9% para 8,8% ao ano + TR, independentemente do valor do imóvel financiado e para qualquer cliente. Isto corresponde ao mínimo cobrado e varia de acordo com o “perfil do cliente e do seu relacionamento com o banco”, segundo o Itaú.

“Avaliamos como positivas as mudanças anunciadas pelo governo e, dentro do nosso papel de encontrar oportunidades para fomentar o mercado e auxiliar no financiamento da casa própria, decidimos reduzir nossa taxa mínima da Carteira Hipotecária, já estabelecendo uma taxa de referência única, independentemente do valor do imóvel”, diz Cristiane Magalhães, diretora de crédito imobiliário do Itaú Unibanco.

Com a queda para o CH, o Itaú se torna mais competitivo entre os bancos que oferecem crédito imobiliário no Brasil. Além da taxa mais barata, o banco oferece, desde o primeiro semestre, a possibilidade de financiar até 82% do valor do imóvel – a maioria das instituições utiliza o padrão entre 70% e 80%.

Quer investir para comprar um imóvel? Abra uma conta na XP.

Contato