EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em minhas-financas / credito

BC pressiona bancos e cria novas regras para juros do cheque especial

Bancos assumem compromisso com o governo para trazer juros menos proibitivos  

Cartão
(Hamik)

SÃO PAULO – O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, está “de olho” nos bancos, principalmente no que diz respeito à cobrança de juros. Segundo afirmou ao Broadcast, as instituições assumiram compromisso de adotar novas regras para o cheque especial, a fim de aliviar a cobrança para os consumidores.

Embora não tenha editado medida formal, o BC espera que os bancos estabeleçam limite para o uso dessa modalidade de crédito para evitar a criação de uma bola de neve. Caso o mercado não cumpra esse compromisso, Goldfajn alertou que medidas formais para redução das taxas serão tomadas.

Com o novo limite, a ser estabelecido pelas instituições financeiras, o cliente que quiser estender o uso do cheque especial – segundo maior juro entre operações financeiras do país – terá de buscar outra linha de crédito para quitar a dívida já criada. Nessa alternativa, o juro cobrado deve ser menor.

A novidade vai na linha das medidas adotadas formalmente em 2017 para o rotativo do cartão de crédito. Hoje, o cliente do banco só pode realizar o pagamento mínimo (15%) uma vez. No mês seguinte, o banco é obrigado a cobrar o valor total – a única alternativa do cliente é buscar outra linha de crédito caso queira permanecer parcelando.

Quer fugir dos bancos? Abra uma conta na XP.

Contato