Mercado aquecido

Crédito imobiliário com recursos da poupança passa de R$ 18 bilhões em março e bate recorde

Valor é quase o triplo dos R$ 6,73 bilhões registrados em março de 2020, segundo dados da Abecip

Financiamento imobiliário, compra de imóvel e portabilidade de crédito
Com Selic em queda, juros dos financiamentos caíram e portabilidade disparou (erdikocak/Getty)

SÃO PAULO – Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram R$ 18,35 bilhões em março de 2021, maior volume nominal mensal registrado na série histórica iniciada em 1994.

O valor foi 172,7% maior que o verificado em março de 2020, de R$ 6,73 bilhões. Os dados são da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança).

No primeiro trimestre de 2021, os financiamentos somaram R$ 43,09 bilhões, alta de 112,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 12 meses, entre abril de 2020 e março de 2021, foram R$ 146,81 bilhões, avanço de 76,1%.

Unidades

O número de imóveis financiados em março de 2021, nas modalidades de aquisição e construção, chegou a 81,9 mil, uma alta de 219,4%.

Nos primeiros três meses de 2021, o número de unidades financiadas pelo SBPE somou 187,6 mil, chegando em 12 meses, entre abril de 2020 e março de 2021, a 535,3 mil imóveis.

A poupança SBPE teve resgates líquidos de R$ 4,85 bilhões em março, terceiro resultado negativo do ano.

Sazonalmente, março tende a ser um período inexpressivo em termos de desempenho da poupança, segundo a Abecip. Na séria histórica iniciada em 1995, observa-se que em 59% dos meses de março a captação líquida foi negativa. Além disso, houve impacto do recrudescimento da pandemia, com a consequente adoção de medidas mais rígidas de distanciamento social e seus efeitos no emprego e renda.

Outros fatores a serem levados em conta são a diminuição do valor do auxílio emergencial em 2021 e a quantidade de pessoas elegíveis ao benefício.

Com isso, o saldo da poupança SBPE encerrou março em R$ 778,8 bilhões, recuando 0,5% no mês. Em termos anuais, houve crescimento de 18,1% em relação a março do ano passado.

Como calcular créditos e empréstimos?
Baixe de graça uma planilha para simular o valor das prestações, o custo dos juros, as linhas mais atrativas e as instituições com as menores taxas:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

PUBLICIDADE