Dívidas

Crédito consignado é mais barato em todos os cenários de juros

Só em abril foram concedidos R$ 13 bilhões em empréstimos consignados, para um saldo da carteira de R$ 232 bilhões

SÃO PAULO – Mesmo com as elevadas altas nos juros, os empréstimos consignados continuam sendo a opção mais acessível de crédito.

Um levantamento realizado pela financeira Consignados e dados do Banco Central do mês de abril mostram que a média das taxas cobrados na categoria é de 1,89%. Enquanto os empréstimos pessoais e cheque especial ficam em, respectivamente, 5,90% e 8,35%.

Só em abril foram concedidos R$ 13 bilhões em empréstimos consignados, para um saldo da carteira de R$ 232 bilhões. O valor é 211% maior que o mesmo mês em 2008, e a perspectiva é que o crescimento continue. A explicação é simples: além de oferecer taxas menores de juros, a categoria ainda traz vantagens para as partes, já que os tomadores evitam uma burocracia excessiva e os bancos incorrem em menor inadimplência.

PUBLICIDADE

Como as instituições financeiras atrelam o empréstimo à dedução de parcelas da dívida na folha de pagamento do beneficiado, o crédito consignado está disponível apenas para aposentados, funcionários públicos e de empresas privadas credenciadas com bancos que oferecem o serviço.