Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

O passo a passo para manter a empresa saudável em tempos de Covid-19

Sem uma reserva financeira destinada a situações excepcionais, o empresário precisa ser ágil para tomar decisões e não agravar sua situação financeira

A rapidez com que a Covid-19 se espalha, afetando milhares de pessoas e obrigando o fechamento de atividades não essenciais, tem um forte impacto na economia.

A política de isolamento social leva à queda imediata na receita das empresas e também afeta de maneira drástica as previsões do PIB, sugerindo que a recuperação será lenta.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) indica queda de 3% na economia global neste ano, a maior contração desde 1930. No Brasil, a perspectiva é de um recuo ainda maior, de 5,3%.

No horizonte das empresas duas preocupações. Primeiro como sobreviver em uma situação atípica como a da pandemia e, não menos importante, como manter uma estrutura minimamente robusta para o momento da retomada que virá.

Na ausência de uma reserva financeira destinada a situações excepcionais, o empresário precisa ter agilidade na tomada de decisões, evitando um agravamento da situação financeira.

Para elevar a assertividade das medidas, alguns passos ajudam.

Veja quais são eles:

1- Faça uma radiografia da empresa: levante os recursos no caixa, em aplicações financeiras, a necessidade de estoque e previsão de receitas e despesas;

2- Identifique os custos gerenciáveis: adote medidas para economizar, por exemplo, na conta de luz, água, com materiais de escritório, telefone etc;

3- Adie gastos eventuais que estavam programados, como reformas, compra de novos equipamentos e treinamento das equipes;

4- Procure engajar os colaboradores no esforço, mostrando de forma transparente a real situação e as medidas propostas;

5- Renegocie com fornecedores valores e prazos de pagamento;

6- Custos fixos como aluguel de instalações e equipamentos também devem passar por uma renegociação; o momento é oportuno para pedir um desconto;

7- Quando possível, adeque a estrutura à nova realidade. A empresa pode, por exemplo, devolver uma parte dos equipamentos que não estão sendo usados, fundir áreas, evitando reduzir o quadro de pessoal;

8- Busque oportunidades de diversificar a produção e utilizar o modelo de vendas online: o sistema de delivery não é apenas para alimentação, mas também tem sido usado para entrega de produtos de higiene, materiais de construção etc;

9- Se for necessário buscar crédito, procure o que oferece o maior prazo possível na menor taxa. Uma opção é o home equity, modelo em que imóveis são dados como garantia.

Faça uma simulação de crédito para manter o controle financeiro da sua empresa

Home equity

No caso do home equity, por exemplo, o que faz essa modalidade ser a melhor opção de empréstimo é o fato de o risco na operação ser menor, pela utilização de um imóvel como garantia.

Na CashMe, que atua com crédito com garantia de imóvel, os juros partem de 1,17% ao mês mais IPCA e o prazo de pagamento pode ser de até 120 meses (10 anos).

A taxa é muito menor do que a cobrada em produtos como rotativo no cartão (12,66% ao mês) e cheque especial (12,30%).

Mesmo em produtos considerados menos onerosos, a diferença é grande: na média, o crédito pessoal aponta juros mensais de 5,71% e o consignado para o setor privado de 2,39%.

Felipe Bergamaschi, diretor de Growth, Parcerias e Marketing da CashMe, pontua que mesmo as empresas endividadas podem ter acesso ao home equity. Neste caso, a operação envolve o pagamento do credor atual, feito pela CashMe, e a concessão de outro financiamento para a empresa a um custo menor e prazos maiores.

“Em muitos casos, ela ainda sai com um troco, recurso importante para tocar a operação neste momento”.

Faça uma simulação de crédito para manter o controle financeiro da sua empresa

Veja como funciona a tomada de crédito na modalidade home equity:

1- Entre no site da CashMe para fazer a simulação

2- Coloque o valor de empréstimo de que precisa, o prazo em que deseja pagar e também o valor do bem a ser dado em garantia

3- Preencha por completo os dados pessoais e do imóvel

4- Solicite o empréstimo

5- Aguarde que um especialista entrará em contato

Exemplo de simulação feita

Crédito: R$ 150.000

Imóvel: R$ 450.000

Prazo de pagamento: 120 meses

Valor da primeira parcela: R$ 2.513,28.

Taxa de financiamento: 1,17% ao mês mais IPCA

Faça uma simulação de crédito para manter o controle financeiro da sua empresa

O empresário que seguir à risca as recomendações terá como enfrentar as dificuldades criadas pelas medidas de isolamento social, mantendo a empresa de pé e robusta para aproveitar do momento de retomada, que virá.

“As medidas se forem adotadas de forma ágil e corretamente conseguem preservar a empresa e a sua saúde financeira”, comenta Felipe Bergamaschi.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.