Em minhas-financas / consumo

Em vídeo fake, Zuckerberg diz controlar dados de milhões de pessoas; assista

Depois de toda a polêmica com o vazamento de dados de milhões de usuários, o assunto ainda é bem sensível para a empresa   

Mark Zuckerberg 2 - Facebook
(Beck Diefenbach/Reuters)

SÃO PAULO - Uma empresa de publicidade criou um vídeo falso de Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, fazendo um discurso sombrio sobre o poder da rede social. A divulgação foi feita pelo Instagram e o conteúdo viralizou rapidamente. 

O vídeo, criado por Bill e Daniel Howe em parceria com a empresa de publicidade Canny, mostra Mark Zuckerberg sentado em uma mesa pedindo para o espectador imaginar um homem que tem controle de bilhões de dados. 

"Imagine isso por um segundo: um homem, com controle de bilhões de dados roubados de usuários. Todos os seus segredos, suas vidas, seus futuros. Devo tudo isso a Spectre. Spectre me mostrou que quem controla os dados controla o futuro", diz Zuckerberg no vídeo.  

O vídeo tem um GC, aquela legenda que aparece embaixo da tela da televisão para falar sobre a notícia que está sendo comentada no momento, para parecer que a publicação é uma notícia. "Estamos aumentando a transparência nos anúncios", diz a legenda. 

O trecho usado para fazer a montagem é de setembro de 2017 quando Zuckerberg comentou sobre a interferência russa nas eleições americanas. A legenda do post do Instagram explica que a montagem foi criada usando a tecnologia de substituição de diálogo de vídeo (VDR) da Canny - literalmente a empresa coloca outras palavras na boca do executivo por meio de inteligência artificial. 

Este discurso sombrio de Zuckerberg é um dos vários feitos pela Canny, incluindo os de Kim Kardashian e Donald Trump. Os vídeos falsos fazem parte do Spectre, uma experiência com dados durante o Sheffield Doc Fest, um festival de cinema, no Reino Unido.

Política nas redes sociais: o mundo dá voltas 

Após a propagação viral no Facebook de um vídeo manipulado da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, a empresa de Zuckerberg foi forçada a tomar uma posição sobre se imagens e vídeos falsas ou alterados poderiam ou não permanecer em seus domínios. 

Em vez de excluir o vídeo, a empresa optou por não priorizá-lo, para que ele aparecesse com menos frequência nos feeds dos usuários e adicionou um outro vídeo com as informações de verificação de fatos de terceiros -  de forma a sinalizar que era falso.  

Na época, Neil Potts, diretor de políticas públicas do Facebook, afirmou que se alguém postasse um vídeo manipulado de Zuckerberg como aconteceu com Pelosi, ele também não seria apagado seguindo a mesma regra.

Agora, a situação se inverteu e Zuckerberg aparece no Instagram dizendo que está no controle de bilhões de dados roubados dos usuários e pronto para controlar o futuro. Como a rede social é propriedade do Facebook, essa decisão será colocada à prova. 

"Vamos tratar esse conteúdo da mesma maneira que tratamos todas as informações erradas no Instagram. Se os verificadores de fatos de terceiros o classificarem como falso, filtraremos as superfícies de recomendação do Instagram", disse um porta-voz do Instagram ao site Motherboard. Mas por enquanto, ó vídeo segue circulando normalmente. 

Depois de toda a polêmica com o vazamento de dados de milhões de usuários, o assunto ainda é bem sensível para a empresa que está trabalhando para não perder credibilidade de investidores e usuários e oferecer mais segurança dentro de seus domínios na internet. 

O InfoMoney entrou em contato com a assessoria do Facebook no Brasil, mas até o momento da publicação não obteve um posicionamento. 

Invista seu dinheiro para realizar seus maiores sonhos. Abra uma conta na XP - é de graça. 

Veja o vídeo:

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mark Zuckerberg reveals the truth about Facebook and who really owns the future... see more @sheffdocfest VDR technology by @cannyai #spectreknows #privacy #democracy #surveillancecapitalism #dataism #deepfake

Uma publicação compartilhada por Bill Posters (@bill_posters_uk) em

 

Contato