Em minhas-financas / consumo

Na Venezuela, McLanche Feliz chegou a custar mais que o salário mínimo

Hiperinflação continua a assombrar o país e, em março, o combo infantil do McDonald’s chegou ao preço de 18.500 bolívares soberanos  

McLanche Feliz
(Ratana21 / Shutterstock.com)

SÃO PAULO – A hiperinflação na Venezuela chegou a tal ponto que um simples McLanche Feliz, refeição infantil do McDonald’s, chegou a custar mais que o salário mínimo mensal do país.

Um leitor do Business Insider enviou ao portal a foto de um cardápio da rede de fast food onde o combo, chamado de “Cajita feliz” em espanhol, saía por 18.500 bolívares soberanos em meados de março.

Isso foi antes do aumento mais recente no salário mínimo, que, em 1º de maio, passou de 18.000 bolívares soberanos para os atuais 40.000.

A hiperinflação na Venezuela já não é de hoje. Desde 2013, o bolívar perdeu mais de 99% do seu valor em meio a uma crise generalizada no país. Em 2018, a inflação bateu recorde de alta: 1.698.488,2%.

A crise econômica convive agora com a política. Nesta terça-feira (14), deputados venezuelanos denunciaram um cerco da Guarda Nacional Bolivariana ao prédio da Assembleia Nacional para impedir o indiciamento de legisladores por uma insurreição militar contra o presidente Nicolás Maduro.

Juan Guaidó, presidente da assembleia, é reconhecido como presidente interino por mais de 50 países atualmente, incluindo o Brasil, em uma tentativa de derrubar Maduro.

Proteja seu patrimônio investindo. Abra uma conta gratuita na XP

 

Contato