Em minhas-financas / consumo

Tarifa do transporte público de São Paulo passa de R$ 4 para R$ 4,30

Segundo a administração municipal, o aumento é necessário para a "adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema"

Ônibus - São Paulo
(Cesar Ogata / SECOM)

A prefeitura de São Paulo anunciou hoje (29) um novo aumento na tarifa básica do transporte público coletivo por ônibus. No início de 2018, a tarifa já havia sido reajustada para R$ 4, e agora passará para R$ 4,30, a partir do próximo dia 7. Segundo a administração municipal, o aumento é necessário para a “adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema”.

“O percentual de aumento é baseado na inflação acumulada dos últimos três anos, de acordo com o IPC-Fipe, de 13,06%. Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$ 3,80, impactando significativamente o orçamento da Prefeitura. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$ 4,00”, disse, em nota, a prefeitura.

As gratuidades para idosos, estudantes e pessoas com deficiência serão mantidas, mas sofrerão aumento o Bilhete Diário comum (24 horas), que passará de R$ 15,30 para R$ 16,40, e o Bilhete Mensal comum, que passará de R$ 194,30 para R$ 208,90. Segundo a prefeitura, diariamente, cerca de 9,5 milhões de passageiros utilizam os 14 mil ônibus que circulam pela cidade.

Em reposta aos aumentos anunciados, o Movimento Passe Livre (MPL) de São Paulo questionou a elevação de R$ 0,30 da tarifa em apenas um ano.

“A prefeitura de SP acaba de anunciar mais um aumento da tarifa dos ônibus: de 4,00 pra 4,30! Já não bastasse a tarifa ser injusta, como esse aumento é o dobro da inflação”, destacou o movimento nas redes sociais. O MPL convocou um ato contra o aumento para o próximo dia 10 de janeiro, a partir das 17 horas, no Theatro Municipal de São Paulo. 

Seja sócio das maiores empresas da bolsa com TAXA ZERO de corretagem! Clique aqui e abra uma conta na XP!   

 

Contato