Em minhas-financas / consumo

Nubank passa a travar dólar em compras internacionais automaticamente

Em outras instituições, pagar a cotação da data da compra depende de solicitação prévia  

Nubank
(Paula Zogbi)

SÃO PAULO – O Nubank anunciou nesta quarta-feira (12) que acabará com a flutuação cambial para compras internacionais feitas por clientes de seu cartão de crédito. A partir de agora, gastos realizados em moeda estrangeira serão cobrados com o valor da mesma no dia da transação, e não mais o do fechamento da fatura.

Leia também:
Como travar o dólar em compras internacionais e viagens

A novidade vai de acordo com uma permissão do BC de 2016, que passou a permitir que as instituições financeiras realizassem a cobrança neste formato. Na maioria dos bancos, porém, cabe ao cliente solicitar que o dólar seja “travado”: o padrão é cobrar o valor do momento de fechamento da fatura.

Vale destacar que o estabelecimento tem até 7 dias para processar a compra, então a cobrança pode ser realizada em uma data um pouco posterior à solicitação. Ainda assim, a intenção é evitar grandes surpresas no momento do pagamento, principalmente em um período de grande oscilação cambial como o atual.

"Sabíamos que muitas pessoas ficavam inseguras ao fazer compras internacionais por não conseguirem prever quanto o dólar vai mudar ao longo do mês e, com isso em mente, trabalhamos muito para criar uma solução que desse mais transparência e poder aos nossos clientes na hora de tomar essas decisões", explica David Vélez, fundador e CEO do Nubank.

Todas as compras internacionais cobradas em faturas com fechamento a partir do dia 17 de outubro já terão cobrança nos novos moldes, de acordo com a empresa.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

 

Contato