Citi vende unidade norte-americana do Diners Club para BMO Financial Services

Banco continua se desfazendo de negócios "fora do foco" para sair da crise; valores não foram divulgados pelas empresas

SÃO PAULO – O Citigroup anunciou nesta terça-feira (24) a venda de sua participação na divisão norte-americana do Diners Club. O acordo foi feito com o BMO Financial Group, e os valores envolvidos não foram divulgados.

A venda da unidade ocorreu mais de um ano depois que a fatia internacional da marca foi vendida para a Discover Financial Services, por US$ 165 milhões. A operação concederá ao BMO a possibilidade de assumir a unidade de cartões corporativos nos EUA e no Canadá, além do programa Club Rewards e da unidade de cartões profissionais.

O grupo financeiro, que faz parte do Harris Bank de Chicago, afirmou que a compra adicionará US$ 7,8 bilhões nas transações com cartão e dará um volume de recebíveis de aproximadamente US$ 1 bilhão.

Ainda assim, a expectativa do BMO é que a aquisição tenha pouco impacto no lucro do grupo financeiro, pelo menos por enquanto. O Citigroup continuará responsável pelas operações do Diners Club até março de 2010, quando a venda será concluída.

Venda é importante para o Citi

Afetado pelo agravamento da crise em 2008, o banco norte-americano tem vendido diversas participações em negócios que não são considerados mais o foco das operações.

A reestruturação levou à venda, na semana passada, da Bellsystem24, a maior operadora de call center do Japão. O negócio foi fechado por US$ 1 bilhão, e boa parte do dinheiro será destinada ao pagamento do aporte de US$ 45 bilhões concedido pelo governo dos EUA para que o banco sobrevivesse à crise.