Em minhas-financas / cartoes

Quadrilha que fraudava empréstimos é presa pela Polícia Federal

Penas máximas somadas podem chegar a mais de 14 anos de prisão

Documentos
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A Polícia Federal deflagrou na terça-feira (19) a Operação Múltipla Identidade, com o objetivo de desarticular organização criminosa especializada na prática de crimes de estelionato. Foram cumpridos dois mandados de prisão e dois mandados de busca e apreensão em Laguna (SC), expedidos pela Justiça Federal.

De acordo com as investigações, os indiciados utilizavam documentos falsos em nome de terceiros, especialmente aposentados, visando à obtenção de empréstimos consignados perante instituições financeiras, incluindo a CEF.                      

A organização criminosa utilizava uma rede de laranjas para abertura de contas e saque dos valores de agências bancárias em diversos municípios do estado de Santa Catarina, tendo sido apurado prejuízo superior a R$ 100 mil.

Os investigados responderão pelos crimes de estelionato em prejuízo de entidade de direito público e de integração de organização criminosa, cujas penas máximas somadas podem chegar a mais de 14 anos de prisão.

Contato