Em minhas-financas / cartoes

Golpe no cartão de crédito: quadrilha fazia compras online e depois revendia os produtos

A prática criminosa consistia basicamente na compra de produtos eletrônicos, de vestuário e serviços de hospedagem, usando dados de cartões de créditos de terceiros

Cartão de crédito
(Creative Lab)

SÃO PAULO - A Polícia Federal deflagrou na sexta-feira (27) a Operação Crédito Fácil, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em realizar compras fraudulentas de produtos e serviços oferecidos pela internet em Tocantins. Mais de 40 policiais federais cumpriram 9 mandados de busca e apreensão nas cidades de Palmas e Itaguatins.

A investigação teve início após prisão em flagrante de membros da organização criminosa, quando usavam cartões de terceiros para realizar o pagamento de hospedagem em um hotel da cidade de Palmas (TO). 

A prática criminosa consistia basicamente na compra de produtos eletrônicos, de vestuário e serviços de hospedagem, usando dados de cartões de créditos de terceiros. Eles ainda lucravam com a venda desses bens e produtos adquiridos ilicitamente.

As buscas e interrogatórios objetivam esclarecer quem são os destinatários finais dos bens e quem são os fornecedores dos dados bancários utilizados nas compras fraudulentas. Os envolvidos devem responder pelos crimes de estelionato e organização criminosa.

O nome da operação faz referência ao modus operandi da organização, que se utiliza de dados de cartões de crédito para realizar a compra de produtos na internet.

 

Contato