Em minhas-financas / carros

Waze Carpool: aplicativo de caronas compartilhadas chega para todo o Brasil

A carona só acontece se ambos se escolherem na plataforma e é possível levar mais de um passageiro

Waze Carpool
(Giovanna Sutto )

SÃO PAULO - O Waze lançou nesta terça-feira (21) o Carpool, um aplicativo de compartilhamento de caronas, em um evento em São Paulo. Na prática, a ideia é conectar pessoas que vão para o mesmo destino ou no mesmo sentido que você no dia a dia. O serviço estará disponível no país inteiro a partir de quarta-feira (22) e o Brasil é o primeiro a receber o Carpool em escala nacional. Algumas cidades dos Estados Unidos também possuem a opção. 

Funciona mais ou menos nos mesmos moldes do Uber ou do 99 Táxi, mas fundamentalmente a empresa quer focar na relação mais próximas dos usuários e sem pensar em lucro. "Não é para ser um trabalho. O objetivo é ajudar as pessoas que estão próximas de você e tirar carros da rua", afirmou Noam Bardin, CEO do Waze. 

Como funciona

A empresa anunciou um novo aplicativo, o Carpool. É por meio dele - e também do Waze - que as caronas podem acontecer. O motorista usa o Waze (que é o mesmo já existente) e o passageiro apenas o Carpool. 

Quem tiver carro pode escolher quem convidar para dar a carona e o passageiro aceita ou não o convite. A carona só acontece se ambos se escolherem na plataforma e é possível levar mais de um passageiro. 

Para se cadastrar no aplicativo basta se conectar com o Facebook e informar um e-mail corporativo (opcional, mas uma forma de aumentar a credibilidade da identidade do usuário). Para segurança, tanto o condutor quanto o passageiro podem verificar redes sociais, avaliação de outras caronas e quilômetros rodados. Além disso, o motorista pode escolher pessoas do mesmo gênero ou apenas colegas de trabalho para dar a carona e para reportar algum problema é só avisar a empresa por meio do próprio aplicativo. Há uma equipe de suporte para auxiliar. 

Neste primeiro mês de operação do aplicativo no Brasil, todas as caronas saem por R$ 2, mas os motoristas recebem o valor integral - a diferença será coberta pelo Waze. Depois desse período, as caronas vão ter preços entre R$ 4 e R$ 25 - sendo que até 5 km custa R$ 4, entre 5 km e 40 km custa R$ 10 e o preço por quilômetro vai aumentando até chegar em R$ 25. 

Os motoristas só podem oferecer duas caronas por dia, por enquanto, e o pagamento é feito pelo sistema dentro do aplicativo, apenas com cartão de crédito. O aplicativo ainda conta com um chat para as duas partes se comunicarem. "Nosso principal concorrente é o motorista sozinho dentro do carro com assentos vazios", afirmou Bardin. 

Passo a passo

Se quiser pegar carona: baixe o app Carpool, complete seu perfil com seu e-mail, defina seu roteiro, cadastre seu cartão de crédito e solicite carona para as pessoas que escolher dentro da plataforma. 

Se quiser dar carona: baixe o Waze, habilite o Carpool dentro do app e inclua seu e-mail, defina seu roteiro, informe sua conta corrente e ofereça carona para quem desejar dentro da plataforma. 

O novo aplicativo Carpool está disponível tanto para Android, como iOS. 

Parceria com a prefeitura 

O Waze está trabalhando em parceria com a prefeitura de São Paulo para implementar o Carpool em novos projetos. João Octaviano Machado, secretário municipal de mobilidade e transportes, explicou que o automóvel é uma necessidade, mas tem suas limitações e a cidade precisa aprender a conviver com isso. Ele afirmou ainda que existe a possibilidade da criação de uma faixa exclusiva nas principais vias da cidade para carros compartilhados. O projeto está em discussão. 

Quer investir seu dinheiro melhor? Abra uma conta na XP.

Contato