Conteúdo editorial apoiado por

Calendário de restituição do Imposto de Renda 2024: confira as datas de pagamento

Quem optar por fazer a declaração pré-preenchida e pedir a restituição via Pix também terá prioridade

Anna França

Publicidade

A Receita Federal começará a restituir o imposto de renda pago a mais pelo contribuinte a partir de 31 de maio. Vale lembrar que o resgate da restituição segue os critérios de prioridade, como idosos a partir de 60 anos, pessoas com deficiência e professores, desde que a fonte principal de renda tenha sido o magistério.

A ordem de prioridade é a mesma dos anos anteriores. Quem optar por fazer a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2024 e pedir a restituição via Pix, indicando a chave na declaração, também entrará na lista das prioridade na fila dos pagamentos.  

Como em anos anteriores, os contribuintes que entregarem a Declaração do Imposto da Pessoa Física (IRPF) com maior antecedência conseguem garantir o dinheiro de volta mais cedo.

Exclusivo para novos clientes

CDB 230% do CDI

Destrave o seu acesso ao investimento que rende mais que o dobro da poupança e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O pagamento da restituição é feito diretamente na conta bancária informada pelo contribuinte na declaração, de forma direta ou por indicação da chave Pix.
O calendário de liberação foi mantido pela Receita federal, contendo cinco lotes, com a liberação do primeiro já em 31 de maio, último dia para o contribuinte encaminhar o documento à Receita Federal.

Veja o calendário de restituições 2024

No caso de erro de indicação da conta ou cancelamento da conta indicada, o recurso será enviado ao Banco do Brasil e permanecerá lá pelo prazo de um ano.

Para consultar se sua declaração já foi processada, o contribuinte pode acessar o site da Receita Federal. Basta pesquisar no “Consulta à Restituição”, informando CPF, exercício da declaração, data de nascimento do contribuinte e código verificador.

Também é possível obter informações no portal de serviços da Receita, que vai substituir o Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC). Procure por “Meu Imposto de Renda” e depois por Restituição do IRPF.

Anna França

Jornalista especializada em economia e finanças. Foi editora de Negócios e Legislação no DCI, subeditora de indústria na Gazeta Mercantil e repórter de finanças e agronegócios na revista Dinheiro.