Agências devem funcionar

Caixa diz que calendário do auxílio emergencial não será alterado mesmo com os feriados em SP

Pagamentos do último lote da primeira parcelado auxílio começaram nesta terça-feira; Febraban ainda não deu uma recomendação oficial

Caixa Econômica Federal

SÃO PAULO – A Caixa Econômica Federal informou que o calendário do pagamento do auxílio emergencial não será alterado, mesmo com a antecipação de feriados na cidade de São Paulo nesta quarta (20) e quinta-feira (21).

Após contato do InfoMoney, a assessoria do banco disse que manterá as agências em funcionamento em todo o estado de São Paulo, de 8h às 14h, na quarta (20), quinta (21), sexta-feira (22) e sábado (23).

“As agências estarão funcionando para atendimento do Auxílio Emergencial, conforme calendário divulgado. As unidades seguem com fluxo controlado de clientes e medidas reforçadas de higienização, além de sinalização na área externa para manter o distanciamento social”, disse o banco em nota.

PUBLICIDADE

Instituições financeiras divulgaram nota afirmando que o setor teme que o fechamento de agências bancárias em virtude do feriado antecipado atrapalhe o pagamento da nova rodada do auxílio emergencial cujo pagamento começou nesta terça-feira.

Nesta terça-feira (19), o prefeito Bruno Covas assinou um decreto que antecipa os feriados de Corpus Christi e Consciência Negra para a quarta e quinta-feira desta semana, além de transformar a sexta-feira (22) em ponto facultativo.

O objetivo da medida, aprovada pela Câmara dos Vereadores, é aumentar o índice de isolamento social na capital paulista, uma forma de tentar frear o avanço do coronavírus na cidade.

Caso uma outra proposta do governador João Doria seja aprovada, antecipando o feriado de 9 de julho para a próxima segunda (25), a cidade de São Paulo teria um ‘megaferiado’ de seis dias. Esta ainda precisa ser aprova pela Assembleia Legislativa.

Entidades que representam as instituições financeiras pedem, em carta ao governador João Doria, para que o setor seja excluído da antecipação de feriados no Estado estudada por ele.

Como vai funcionar o calendário da Caixa

A Caixa anunciou nesta segunda o calendário de pagamento do último lote da primeira parcela e da segunda parcela do auxílio emergencial.

PUBLICIDADE

Para quem ainda não recebeu parcela alguma, o calendário de pagamentos, que segue o mês de aniversário, teve início nesta terça-feira (19) e vai até a sexta-feira (29).

Já o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial, que abrange cerca de 60 milhões de pessoas que já receberam a primeira parcela até 30 de abril, tem três calendários focados em diferentes públicos:

a) Beneficiários do Bolsa Família: os saques seguem a ordem já estipulada pelo programa e tiveram início nesta segunda-feira (18) e vão até sexta-feira (29).

b) Crédito digital: brasileiros que não participam do Bolsa Família e que recebem o Auxílio Emergencial pela Poupança Social Digital. Eles receberão o crédito para pagamentos de contas e boletos, bem como compras com o cartão gerado pelo aplicativo Caixa Tem entre quarta-feira (20) e terça-feira (26).

c) Saque em dinheiro: brasileiros que recebem via Poupança Digital e o restante do público cliente de outros bancos. Calendário referente ao saque em dinheiro, que estará disponível a partir do dia 30 de maio (sábado) até 13 de junho (sábado), de acordo com o mês do nascimento do beneficiário.

Para saber mais detalhes dos calendários, clique aqui. 

Instituições financeiras pedem para operar no feriado

Dez entidades associadas à Confederação Nacional das Instituições Financeiras (CNF), incluindo a B3, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), enviaram uma carta ao Governo do Estado de São Paulo pedindo que elas sejam autorizadas a operar nos feriados antecipados.

Segundo o documento, as instituições estão empenhadas “em contribuir para a contenção da pandemia de Covid-19”, mas ressaltam que “a decretação súbita e imprevista de feriados municipais levanta problemas – alguns incontornáveis – de natureza social, operacional e jurídica”.

PUBLICIDADE

A instituições afirmam que, do ponto de vista operacional, a decretação dos feriados implicaria na interrupção da compensação de cheques e títulos, geração de multas e encargos financeiros por atraso em pagamentos, paralisação de transações, alteração no preço de instrumentos financeiros negociados e no cálculo dos juros
de operações já contratadas.

O InfoMoney também contatou a Febraban, que informou que, nos dias 20 e 21 de maio, os bancos associados “manterão suas atividades operacionais inalteradas, para assegurar a prestação dos serviços bancários essenciais à população, inclusive a continuidade do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial, que começou a ser feito no último dia 18 [segund-feira]”.

A federação ressaltou, ainda, que as contas de concessionárias e cobrança com vencimento nos dias 20 e 21 não sofrerão alteração.

Apesar da decisão, a recomendação é que os clientes da rede bancária evitem ao máximo deslocamento até às agências bancárias, “uma vez que estarão funcionando de forma contingenciada, com equipes reduzidas e horários restritos de funcionamento das 10 às 14 horas”.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.