Auxílio aos informais

Brasileiros terão direito a abertura de poupança digital gratuita, diz Caixa

Segundo o presidente do banco, será utilizada toda a rede de caixas eletrônicos e lotéricas para auxiliar nos pagamentos

Aprenda a investir na bolsa

Os brasileiros que ainda não têm conta bancária e tiverem direito ao auxílio emergencial a informais terão aberta uma poupança digital gratuita, informou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. “Isso é importante para espalhar os pagamentos no sistema financeiro”, disse.

Segundo ele, uma autorização do Conselho Monetário Nacional (CMN) simplifica o processo de abertura dessa conta, permitindo a ação apenas com o CPF do beneficiário. “Temos autorização para abrir a conta. Simplificamos muito, é basicamente com CPF. A abertura dessas contas digitais será feita com o mínimo possível de informação”, disse.

Segundo o presidente do banco, será utilizada toda a rede de caixas eletrônicos e lotéricas para auxiliar nos pagamentos. “Não temos novidade operacional. A escala é que é muito maior”, afirmou.

Aprenda a investir na bolsa

Quem já tiver conta na Caixa ou no Banco do Brasil vai receber automaticamente. Segundo Guimarães, “milhões de pagamentos” serão realizados dessa forma.

A Caixa também está coordenando a criação do aplicativo que receberá a autodeclaração de trabalhadores informais que hoje estão fora das bases de dados do governo federal. Segundo Guimarães, o banco trabalha numa solução tecnológica capaz de ser baixada por 100 milhões de brasileiros – metade da população. “Teremos ampla capacidade de atender a milhões de brasileiros na autodeclaração”, afirmou.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ressaltou que a solução do aplicativo é democrática. “Temos a maior quantidade de celulares por cidadão, nos parece o método mais simples para que as pessoas possam acessar. É difícil encontrar um brasileiro que não tenha acesso a nenhum celular”, disse.

Ele disse ainda que o governo trabalha junto às operadoras de telefonia para garantir que não haja nenhum ônus ao trabalhador para baixar o aplicativo ou enviar a autodeclaração, inclusive no caso de celulares pré-pago.

O governo ainda vai abrir uma linha telefônica com capacidade para atender a 80 milhões de brasileiros. Para quem mesmo assim tiver dificuldades de acessar os canais remotos, o ministro disse que haverá uma solução que permita agências, caixas eletrônicos e lotéricas com auxílio presencial aos trabalhadores. Essa, porém, deverá ser o último recurso, uma vez que as recomendações sanitárias são para evitar aglomerações.

O governo também está reforçando o atendimento no site do Cadastro Único, que costuma receber cerca de 7 mil acessos por dia e acabou saindo do ar após mais de 300 mil visitas por dia após a criação do auxílio emergencial. Apesar disso, Onyx reforçou que o CadÚnico está “congelado” desde 20 de março e não há necessidade de novos registros para o trabalhador receber o auxílio emergencial. “O Brasil tem o melhor sistema de pagamentos do mundo”, disse o ministro.

PUBLICIDADE

Guimarães disse ainda que o anúncio formal do calendário de pagamento e dos detalhes da megaoperação será feito na próxima segunda-feira, 6. “Já temos tudo muito bem definido, mas passaremos o fim de semana batendo (as informações)”, disse. “Quando anunciarmos, tem que funcionar 100%. Não adianta 95%”, afirmou.

Além do aplicativo para o público, a Caixa terá um segundo aplicativo, onde os pagamentos serão realizados. Essa solução, segundo ele, já está pronta.

Aprendizados em tempos de crise: uma série especial do Stock Pickers com as lições dos principais nomes do mercado de ações. Assista – é de graça!