Em alta

Brasileiro contrata mais seguros pessoais no terceiro trimestre; arrecadação passa de R$ 11 bi

O crescimento foi puxado pelo desempenho do seguro de vida e seguro com coberturas para casos de doenças graves

arrow_forwardMais sobre
Seguro de vida
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O mercado de seguros para riscos pessoais, que inclui seguro de vida, seguro de acidentes pessoais, prestamista, entre outras modalidades arrecadou R$ 11,1 bilhões em contratações no terceiro trimestre deste ano, alta de 16,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi).

De acordo com a entidade, o seguro de vida individual foi a modalidade que mais cresceu no período (94,14%). O produto movimentou R$ 1,78 bilhão em prêmios ante R$ 915 milhões registrado entre julho e setembro de 2018.

Seguindo o bom desempenho registrado no setor, as contratações de seguro com coberturas para casos de doenças graves e seguro prestamista – contrato que garante a quitação de dívidas no caso de morte,  invalidez, desemprego involuntário ou perda de renda – obtiveram aumento de 18,70% e 23,17%, respectivamente.

Aprenda a investir na bolsa

Os números apontam que o brasileiro está se planejando mais em relação às viagens. As contratações de seguro viagem totalizou R$ 150 milhões em prêmios, R$ 14 milhões a mais que em 2018.

Outro produto que registrou crescimento no trimestre foi auxílio funeral. A modalidade de seguro acumulou prêmios de R$ 172 milhões, resultado 17,24% superior aos R$ 147 milhões verificados de julho a setembro de 2018.

Mais indenizações

A FenaPrevi ainda indica que as indenizações pagas aos segurados totalizaram R$ 2,6 bilhões, valor 4% superior aos R$ 2,5 bilhões registrados no terceiro trimestre de 2018.

Invista para aproveitar melhor a vida: Abra uma conta gratuita na XP. 

 

 

PUBLICIDADE