Transporte

Bolsonaro faz novo aceno a caminhoneiros e lança crédito para baratear custos do diesel

Linha de crédito vai antecipar custos de frete a motoristas em 120 dias, com taxa de 1,99% ao mês, aponta a Caixa Econômica Federal

Por  Estadão Conteúdo -

O governo Bolsonaro anunciou, nesta sexta-feira (4), uma linha de crédito específica da Caixa Econômica Federal para antecipar o pagamento de custos de frete aos caminhoneiros.

A medida vem sendo lida por analistas como um novo aceno de Bolsonaro à categoria, que ajudou a elegê-lo, mas, nos últimos anos, mantém pressão contra impostos e encargos que incidem na atividade e seriam resolvidos na atual gestão.

Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, a nova linha de crédito do banco ajudará a categoria a arcar com o custo do diesel. O crédito do “Caixa Giro Transportes” antecipa custos de frete a motoristas em 120 dias, com taxa de 1,99% ao mês.

“Antes, esses caminhoneiros tomavam dinheiro a 10%, 15% ou 20% ao mês. Com a nova taxa de 1,99% ao mês, temos o chamado efeito renda. Com isso, eles ficam com um valor considerável para pagar o diesel ou fazer reformas no caminhão”, afirmou Guimarães, no evento ‘Democratizando o Acesso ao Crédito’, organizado pela Caixa.

O presidente do banco explicou ainda que os caminhoneiros poderão tomar o crédito diretamente pelo aplicativo da instituição no celular, sem a necessidade de comparecer a uma agência.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe