Benefício

Bolsonaro confirma fim do auxílio emergencial após lançamento de Auxílio Brasil

O governo renovou em julho o auxílio emergencial por mais três meses - agosto, setembro e outubro

Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira que o governo federal vai encerrar em outubro o pagamento do auxílio emergencial concedido por causa da pandemia de Covid-19, com o início do pagamento do novo programa social, Auxílio Brasil, a partir de novembro.

O governo renovou em julho o auxílio emergencial por mais três meses – agosto, setembro e outubro – e lançou nesta semana o Auxílio Brasil, programa que vai substituir o Bolsa Família.

“Obviamente esses três meses terminam quando nós teremos então o novo programa Auxílio Brasil, onde, segundo acertado pela equipe econômica, o reajuste será de no mínimo 50% do que se paga no Bolsa Família atualmente”, disse Bolsonaro em pronunciamento no Palácio do Planalto.

O auxílio emergencial foi lançado originalmente no ano passado com o valor mensal de 600 reais, sendo posteriormente reduzido para 300 reais. O valor atual médio do auxílio é de 230 reais.

A renovação do auxílio emergencial e o lançamento do novo programa social ocorrem num momento em que Bolsonaro registra queda de popularidade e a pouco mais de um ano das eleições presidenciais, em outubro de 2022.

Você pode fazer da Bolsa a sua nova fonte de renda. Inscreva-se, participe gratuitamente do maior evento de Trade do Brasil e aprenda como ganhar dinheiro com ações.