MERCADOS AO VIVO Governo cancela anúncio do novo Auxílio Brasil, diz Bloomberg; Ministério da Cidadania ainda não comunicou nova data

Governo cancela anúncio do novo Auxílio Brasil, diz Bloomberg; Ministério da Cidadania ainda não comunicou nova data

Bolsas de lado, com temor político no Japão e à espera de indicadores nos EUA

Yukio Hatoyama renuncia ao cargo de primeiro-ministro japonês e Pending Home Sales é destaque na agenda; crise continuará?

SÃO PAULO – Em tempos de instabilidade e cautela, incertezas se tornam ainda mais nebulosas e motivos para propagar aversão ao risco e procura por ativos mais seguros eclodem a qualquer faísca.

Em meio ao cenário, as bolsas da Europa e os mercados futuros dos EUA operam em leve alta nesta quarta-feira (2). As cotações do petróleo e do ouro recuam, favorecendo o dólar, que se valoriza frente ao iene e à libra esterlina, mas sucumbe diante do euro. 

Nos EUA, olhos atentos ao Pending Home Sales (11h00), com o número de contratos de compra e venda de casas usadas durante o mês de abril, porém ainda sem venda efetiva.

O indicador é comumente utilizado como um sinalizador para os demais indicadores do mercado imobiliário norte-americano. Às 15h00, há o Auto Sales de maio, que traz os números de venda de automóveis nos Estados Unidos.

Renúncia, preços e venda
Em Tóquio, Yukio Hatoyama renunciou ao cargo de primeiro-ministro do Japão, ao ser pressionado pela queda nos índices de popularidade e pela perda de apoio político, após polêmica sobre a instalação de bases norte-americanas no país asiático.

No Velho Continente, os preços aos produtores da Zona do Euro subiram 0,9% em abril – na base mensal. Na relação anual, o avanço foi maior, de 2,8%. Analistas estimavam altas de 0,7% e 2,6%, respectivamente. 

Em Teerã, o Banco Central do Irã venderá € 45 bilhões em reservas estrangeiras para comprar dólares e ouro, conforme noticiado na agência oficial chinesa Xinhua. A venda ocorrerá em três estágios.

Pressões políticas no câmbio
Vincent Chaigneau, analista do Société Générale em Londres, acredita que a desistência de Hatoyama está “pressionando o iene para baixo ao redor do mundo”, dado o recuo da divisa japonesa. “O iene poderá permanecer sob pressão no curtíssimo prazo, ao passo que as incertezas políticas continuam elevadas”, completa o analista.

Crise continuará?
“A crise nos mercados financeiros continuará”. A afirmação é de Martin Huefner, economista-chefe da Assenagon GmbH em Munique, que gerencia mais de US$ 4,7 bilhões em ativos de clientes. “No geral, os investidores devem ficar cautelosos quando o assunto à tona é sobre investir em ações”, completa.

Sem exposição aos bancos
Diante das estimativas do BCE (Banco Central Europeu) de perdas de até € 195 bilhões nos próximos 18 meses para os bancos europeus, Andrew Lim – analista da Matrix Corporate Capital – se vê pessimista com o setor financeiro. “Continuaremos a evitar bancos em países periféricos da Europa”, disse Lim.

Brasil
Por aqui, a agenda econômica conta apenas com a divulgação do IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor), trazendo a variação dos preços operados no mercado varejista paulistano do mês de maio. 

Com um método de cálculo diferenciado dos demais índices, a pesquisa do indicador é feita somente na cidade de São Paulo, com pessoas que ganham de 1 a 20 salários mínimos. A inflação no período foi de 0,22% – abaixo do esperado.

PUBLICIDADE