Selic

Bancos anunciam redução de taxas de juros após Copom

BB, Itaú e Santander já divulgaram reduções de juros  

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após a divulgação da nona queda consecutiva na Selic (taxa básica de juros) pelo Copom (Comitê de Políticas Monetárias), para 6,75% ao ano, os bancos brasileiros anunciaram reduções de suas próprias taxas.

BB

No Banco do Brasil, as novas taxas passam a valer no dia 9, sexta-feira. Para os empréstimos de pessoa física em que o cliente oferece seu automóvel como garantia, as taxas praticadas pelo BB serão reduzidas de 1,83% ao mês para 1,73% ao mês, na faixa mínima. Já no caso dos empréstimos em que o cliente oferece seu imóvel como garantia (home equity), as taxas mínimas praticadas pelo BB serão reduzidas de 1,40% ao mês para 1,38% ao mês. 

PUBLICIDADE

A taxa mínima das linhas de financiamento de veículos novos e seminovos, contratados via canal mobile (APP BB), passará para 0,93% ao mês, ante 0,95% ao mês cobrados até então. Para as linhas de empréstimo pessoal sem garantia, a taxa mínima será reduzida de 3,33% ao mês para 3,31% ao mês. Já para crédito estruturado, a taxa mínima passa de 1,79% para 1,77% ao mês.

Também há mudanças para pessoa jurídica. Na linha desconto de cheque*, as taxas mínimas passarão para 1,32% ao mês ante os 1,34% ao mês cobrados atualmente. Para o desconto de títulos*, as taxas mínimas passarão dos atuais 1,16% ao mês para 1,14% ao mês. Os juros para as linhas BB Giro Digital e BB Giro Empresa também ficarão mais baixos. A taxas mínimas cairão de 2,59% ao mês para 2,57% ao mês e de 1,54% ao mês para 1,52% ao mês, respectivamente. Já a taxa mínima para antecipação de crédito ao lojista (ACL)*, passa de 1,28% ao mês para 1,26% ao mês, no menor intervalo.

Itaú

O Itaú também anunciou repasse na queda para seus clientes. As taxas novas valerão a partir do dia 14, quarta-feira que vem, para pessoa física e micro e pequenas empresas.

Em empréstimo pessoal, a taxa mínima vai de 1,48% para 1,37% ao mês. Para micro e pequenas empresas, serão alteradas as taxas de capital de giro. Para veículos, o banco já vem reduzindo ao longo do ano a taxa de financiamento, convergindo com a queda da Selic.

O banco fez a ressalva de que a “composição das taxas cobradas aos consumidores leva em consideração diversos fatores além da taxa básica de juros, como garantias, perfis de risco dos clientes, prazo das operações, entre outros”.

PUBLICIDADE

Santander

O Santander anunciou redução de suas principais linhas de crédito no varejo a partir da próxima segunda-feira (12). A taxa mínima dos juros para financiamento de veículos será reduzida de 1,08% para 0,97% ao mês. Já a taxa mínima dos juros do crédito pessoal cairá de 1,59% para 1,57% ao mês. No cheque especial, a taxa mínima passa de 2,25% ao mês para 2,23% ao mês. As condições valem para todos os canais de relacionamento do Banco: Internet Banking, APP Santander, caixas eletrônicos e agências.

Bradesco

O comunicado do bradesco informou que a instituição irá “repassar o corte de 0,25 ponto porcentual da taxa Selic nas principais linhas de crédito de pessoa física e pessoa jurídica”.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.