Em minhas-financas / aposentadoria

Reforma da previdência mudará regra de 49 anos para aposentadoria integral

"Que não vai ser 49 anos, está fechado", disse presidente da comissão da reforma  

planejando-aposentadoria
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A contribuição de 49 anos para garantir pagamento de benefício integral após a aposentadoria deixará de existir na reforma da Previdência, de acordo com o presidente da comissão especial, Carlos Marun. O relatório da reforma será apresentado na Câmara nesta terça-feira, 18 de abril. 

Ele falou em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, e afirmou não saber qual será a alternativa aplicada. “Que não vai ser 49 anos, está fechado”, garantiu. 

Por benefício integral, no texto da reforma, entende-se a média simples de todos os salários de contribuição durante o tempo trabalhado. Atualmente, usa-se a média de 80% dos maiores salários para a aposentadoria integral, paga a homens com soma de 95 anos de idade somada à contribuição e 85 anos no caso das mulheres.

Pela proposta inicial, trabalhadores com 65 anos de idade e 25 de contribuição podem se aposentar, mas com pagamento de 77% da média de contribuições. Esse valor seria acrescido de 1% a cada novo ano trabalhado, chegando a 100% depois de 49 anos de trabalho.

Vale lembrar que em caso algum o valor pode ultrapassar o teto do INSS, que hoje está em R$ 5.531,31.

 

Contato