Em minhas-financas / aposentadoria

Finanças para casais: quanto antes planejar a aposentadoria melhor

Casais devem se questionar constantemente a respeito, de forma a garantir uma tranqüilidade no futuro

SÃO PAULO - Muitas pessoas acabam adiando a decisão de destinar uma parcela mensal com esta finalidade ao longo da vida, mas é sempre importante destacar a necessidade de se pensar neste aspecto das finanças. 

Como, na vida a dois, tudo deve ser planejado e compartilhado, o casal deve, desde cedo, questionar-se constantemente a respeito, de forma a garantir uma tranqüilidade no futuro. O que imaginam fazer após a aposentadoria? Vocês têm ideia de quando isso deve acontecer? Quais recursos têm sido direcionados para esta finalidade? 

Decidir quando parar de trabalhar não é uma tarefa simples, sobretudo quando se é casado. Afinal, é preciso planejar com calma a data da aposentadoria de forma que o casal possa aproveitar essa época da vida juntos. De que adianta você ter todo o tempo do mundo para uma viagem longa, se o seu cônjuge ainda está trabalhando integralmente? 

Atenção à diferença de idade
Pense no futuro: considerando a diferença de idade existente entre vocês, imagine que você já passou dos 60 anos e o seu cônjuge ainda esteja na faixa dos 40. Não faria muito sentido ele parar de trabalhar para acompanhar o seu novo estilo de vida. Não só porque em termos profissionais não seria vantajoso, mas, sobretudo, porque financeiramente poderia fazer muita diferença. 

O exemplo, fictício, destaca a importância de se planejar da forma adequada, não só financeiramente, mas em termos do que pretende fazer ao seu aposentar. 

Nada de antecipar a aposentadoria
Mesmo quando a diferença de idade é menor, é importante que o casal faça as contas com cuidado. Não são raros os casos de casais em que a parte mais jovem opta por antecipar a aposentadoria, "por apenas dois ou três anos", para acompanhar o cônjuge mais velho. 

A menos que a situação de vocês seja muito tranqüila no futuro, isso não é recomendável. O ideal aqui é que, se possível, o cônjuge mais velho trabalhe por alguns anos a mais, o que contribuiria para o acúmulo patrimonial do casal, mesmo que seja uma ocupação temporária. 

Futuro não está tão distante
Se vocês ainda consideram este futuro muito distante, cuidado. O tempo passa depressa, sobretudo quando se fala em finanças. Aproveitem esta etapa da vida para planejar, com calma, entendimento e muita estratégia, aonde vocês querem chegar. O resultado amplamente satisfatório, lá na frente, com certeza irá surpreendê-los!

 

Contato