Wall Street recua com alta dos rendimentos dos Treasuries e balanços no foco

Em uma entrevista veiculada no domingo, Jerome Powell disse que são necessárias mais evidências de uma tendência de queda sustentável da inflação para garantir juros mais baixos

Reuters

(Shutterstock)

Publicidade

(Reuters) – Os principais índices de Wall Street caíam nesta segunda-feira, com os rendimentos dos Treasuries subindo depois que o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, rebateu firmemente especulações do mercado sobre cortes iminentes nos juros, enquanto investidores avaliavam os balanços das empresas norte-americanas.

Em uma entrevista veiculada no domingo, Powell disse que são necessárias mais evidências de uma tendência de queda sustentável da inflação para garantir juros mais baixos, enquanto o presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari, escreveu em um ensaio publicado nesta segunda-feira que uma economia resiliente pode adiar os cortes nos juros por algum tempo.

Novos dados do Instituto de Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) mostraram que o crescimento do setor de serviços dos Estados Unidos aumentou em janeiro, com uma medida de preços de insumos subindo para o maior patamar em 11 meses.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Embora os dados de sexta-feira tenham sinalizado a resiliência do mercado de trabalho em face das condições de crédito restritas, prevalecia a incerteza sobre quando os custos dos empréstimos poderão ser reduzidos.

Os rendimentos dos Treasuries estavam em alta, com o rendimento de dois anos saltando para 4,48%, maior em um mês.

“Os investidores estão preocupados com o fato de que, embora a economia esteja bem e não estejamos caminhando para uma recessão, ela está muito forte e, portanto, o Fed pode cortar os juros mais tarde e fazer menos cortes no total”, disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos da CFRA Research.

Continua depois da publicidade

Os operadores sinalizavam uma chance de 67% de um corte de pelo menos 25 pontos-base nos juros em maio e uma chance de quase 94% em junho, de acordo com a CME FedWatch Tool.

Os investidores também fizeram uma pausa após a recente alta em Wall Street, que viu o índice S&P 500 e o Dow Jones terminarem em níveis recordes na sexta-feira, impulsionados pela Meta e pelos sólidos resultados da Amazon.com.

Os resultados de quase metade das empresas do S&P 500 já foram divulgados e as estimativas de lucros do quarto trimestre estão melhorando de forma acentuada, com cerca de 80% dos relatórios superando as expectativas, de acordo com dados da LSEG na sexta-feira.

Às 13:03 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,76%, a 4.921,16 pontos, enquanto o Dow Jones caía 1,04%, a 38.252,23 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,93%, a 15.482,93 pontos.