Wall Street abre com perdas, entre Greenspan pessimista e fraco Initial Claims; GM sobe

Ex-presidente do Fed enfatiza necessidade de capitalização; papéis da montadora em alta, com venda potencial de unidade

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Estendendo as perdas da véspera, as principais bolsas norte-americanas abrem em baixa nesta quinta-feira (21), em sessão marcada por previsões pessimistas e divulgação de indicadores.

Para Alan Greenspan, ex-presidente do Federal Reserve, os bancos necessitam levantar mais capital. “Ainda existe muito capital a ser levantado no sistema bancário comercial norte-americano”, disse, prevendo ainda que há alto potencial das perdas relacionadas a crédito se multiplicarem no horizonte, enquanto os preços dos imóveis não aplanarem.

Diante do pessimismo revelado por Greenspan frente à economia norte-americana, os papéis da Caterpillar, maior fabricante do mundo de escavadoras, recuam 1% em Wall Street, assim como os da varejista Wal-Mart, cuja desvalorização beira a casa de 0,5%, também na Alemanha. Na mesma esteira, as ações da American Express operavam há instantes com desvalorização de 2,5% nos EUA.

Procura-se liquidez

Aprenda a investir na bolsa

À beira de um processo de concordata, a General Motors procura compradores de suas unidades incessantemente, dado que o prazo estipulado pelo governo norte-americano se expira no alvorecer do próximo mês. De acordo com fontes próximas à automobilística, Penske Automative Group e o private-equity Black Oak serão os finalistas à compra da Saturn, subsidiária da GM. As ações da GM disparam 4,5%.

Conforme apurado por reportagem do Financial Times, o Bank of America almeja pagar os US$ 45 bilhões emprestados pelo Tesouro dos EUA até o final deste ano. De acordo com o jornal londrino, o maior banco dos EUA por volume de ativos está firme em sua trajetória para levantar mais de US$ 35 bilhões requeridos após os resultados dos testes de estresse. Os papéis do BofA sobem 0,5%.

Indicadores em foco

Por fim, a agenda econômica ganha relevância na sessão, através do tripé Initial Claims, Leading Indicators e Philadelphia Fed. O primeiro avalia o número de pedidos de seguro-desemprego nos EUA na última semana e registrou 631 mil novas solicitações – montante acima do previsto por analistas.

Já o segundo compila vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra, permissões para construção entre outros; enquanto o último mede o desempenho da atividade fabril na região da Philadelphia, localizada no nordeste dos EUA. Ambos serão divulgados às 11h00 (horário de Brasília).

Confira as cotações

O índice Dow Jones, que mede o desempenho das 30 principais blue chips norte-americanas, apresenta desvalorização de 1,42% e atinge 8.303 pontos.

Já o S&P 500, que engloba as 500 principais empresas dos EUA, abre em baixa de 1,36%, enquanto o Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, cai 1,15%.

PUBLICIDADE


<!–No pregão de o índice fechou atingindo pontos,
o fechou a pontos e o
índice fechou chegando a pontos.


–>

%Var DiaPontos%Var 30D%Var Ano
Nasdaq-1,151.708+3,90+8,30
S&P 500-1,36891+4,83-1,34
Dow Jones-1,428.303+4,18-5,40