Vulcabras confirma follow-on, Copel paga R$ 672 mi para encerrar litígio e Americanas adia balanço

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta sexta-feira (26)

Felipe Moreira

Shutterstock

Publicidade

O radar corporativo desta sexta-feira (26) traz a Vulcabras (VULC3), que confirmou a intenção de realizar uma oferta pública subsequente de distribuição primária de ações ordinárias de sua emissão, no valor de, no mínimo, R$ 250 milhões. Além disso, a Copel formalizou acordo evolvendo processo arbitral que teve início em 2015.

A Americanas (AMER3) adiou a divulgação dos resultados dos noves primeiros meses de 2023.

Já CVC (CVCB3) celebrou um acordo de intenção para futura cooperação comercial, com a Ávoris Corporación Empresarial, para alavancar sinergias comerciais.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Gol (GOLL4) entrou com pedido de recuperação judicial nos EUA.

Confira mais destaques:

Vulcabras (VULC3)

A Vulcabras confirmou que tem a intenção de realizar uma oferta pública subsequente
de distribuição primária de ações ordinárias de sua emissão, no valor de, no mínimo, R$ 250 milhões, com potencial de atingir aproximadamente R$ 500 milhões caso seja exercido eventual lote adicional. Os recursos da potencial oferta serão destinados a pagamento de dividendos e reforço do caixa da Companhia.

Continua depois da publicidade

Para isso, engajou o BTG Pactual Investment Banking Ltda., o Banco Itaú BBA S.A., o Banco Santander (Brasil) S.A. e a XP Investimentos Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários S.A. para avaliar a viabilidade e estruturar a Potencial Oferta.

Copel (CPLE6)

A Copel formalizou acordo evolvendo Processo Arbitral que teve início em 2015 e que, em conformidade com a legislação, tramita em sigilo no Centro de Arbitragem e Mediação Brasil-Canadá (CAMCCBC). A empresa recebeu da contraparte, em 04.12.23, proposta formal para encerramento do litígio.

Após, as partes transigiram até chegar-se ao consenso que dá quitação geral e recíproca entre elas, mediante o pagamento, pela companhia, do montante total de R$ 672 milhões, em duas parcelas, sendo a primeira em 31.01.24 e a última, devidamente atualizada, até 31.03.25. Os pleitos do litígio alcançavam cerca de R$ 3 bilhões.

Americanas (AMER3)

A Americanas (AMER3) adiou a divulgação das informações trimestrais – ITR da companhia dos períodos findos em 31 de março de 2023, 30 de junho de 2023 e 30 de setembro de 2023. A divulgação ocorrerá no dia 19 de fevereiro de 2024.

Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) antecipou para a próxima segunda-feira, 29, a divulgação do relatório de produção e vendas do quarto trimestre de 2023 (4T23). Será após o fechamento do mercado.

CVC (CVCB3)

A CVC Brasil celebrou, nesta quinta-feira (25), um acordo de intenção para futura cooperação comercial, com a Ávoris Corporación Empresarial, para alavancar sinergias comerciais.

Referências do turismo em seus países, uma futura parceria proporcionará maior presença global, com alcance local em seus mercados de atuação. A CVC Corp é um dos maiores grupos de viagens da América Latina, com marcas que atuam no Brasil e Argentina e a Ávoris é grupo líder de turismo integrado na Espanha, especializado na comercialização de viagens de lazer e faz parte do grupo Barceló.

Odontoprev (ODPV3)

A Odontoprev comunicou nesta quinta-feira que tomou conhecimento do depósito judicial realizado pela União relativo a crédito retroativo relacionado a não exigibilidade da Taxa de Saúde Suplementar (TSS) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), e que reverterá o valor provisionado de R$ 45,9 milhões relativo ao processo.

A companhia afirmou que ingressou em 2017 com ação judicial visando afastar a obrigatoriedade de recolhimento da TSS e devolução de valores pagos nos últimos cinco anos anteriores à entrada do processo. Em 2022, a empresa tomou conhecimento do trânsito em julgado da decisão e adotou as medidas para recuperação do referido crédito retroativo.

Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) anunciou na quinta-feira que a companhia e as suas subsidiárias estão entrando com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos para fortalecer sua posição financeira, acrescentando que todos os voos estão operando conforme programado e todas as passagens aéreas e reservas permanecem em vigor.

(com Reuters)