Levantamento

Volume negociado de BDRs salta 80% após liberação para pessoa física; Mercado Livre é o mais líquido

Um quarto do volume negociado por BDRs nos últimos 30 dias veio de cinco empresas: Facebook, Apple, Amazon, Microsoft e Google, grupo conhecido por FAAMG

SÃO PAULO – Um mês após entrar em vigor a nova regra que permite que qualquer investidor possa comprar Brazilian Depositary Receipts (BDRs) na bolsa brasileira, o valor diário negociados por esses ativos saltou quase 80%, chegando a R$ 212 milhões de média.

Segundo um levantamento feito pela equipe da XP Investimentos, considerando apenas os 40 principais BDRs disponíveis, o aumento no volume chegou a 111%, com este grupo passando a representar 87% da liquidez total.

Enquanto isso, um quarto de todo o volume negociado por BDRs nos últimos 30 dias veio apenas de cinco empresas: Facebook (FBOK34), Apple (AAPL34), Amazon (AMZO34), Microsoft (MSFT34) e Google (GOGL34), grupo conhecido por FAAMG. Estes ativos movimentaram o dobro do que costumavam antes da nova regra, chegando agora a R$ 58 milhões por dia.

Apesar disso, a empresa que mais tem BDRs negociados atualmente é a Mercado Livre, com volume de R$ 22 milhões por dia, de acordo com o levantamento da XP.

Entre outros ativos que chamaram atenção neste primeiro mês de nova regra está o da Tesla, que quase triplicou sua liquidez, para R$ 19 milhões diários de média, favorecida ainda pelo anúncio de sua inclusão no índice S&P 500 a partir de dezembro.

O desempenho desses ativos também chama atenção. Os quatro BDRs com maior liquidez atualmente acumulam ganhos de mais de 100% em 2020, com destaque para a Tesla, que saltou 703%.

Veja os BDRs mais líquidos atualmente e seus desempenhos no ano:

PUBLICIDADE

A XP ainda levantou dados considerando a sua carteira Top 10 de BDRs (clique aqui para saber mais). Na lista, o destaque ficou para a Alibaba, cuja liquidez saltou 361%, o que segundo o estrategista internacional Guilherme Giserman e o analista Vinicius Araújo, mostra o grande interesse do mercado pela gigante chinesa.

Outro destaque foram os BDRs da Disney, que ultrapassaram os R$ 5 milhões negociados por dia, impulsionado pelo resultado positivo do serviço de streaming Disney+, que completou 1 ano recentemente com 74 milhões de assinantes, acima das expectativas mais otimistas.

Considerando a Top 10 da XP, a liquidez subiu 124% neste primeiro mês de liberação dos BDRs, alcançando R$ 68 milhões por dia, enquanto, antes da abertura, o volume era de apenas R$ 30 milhões.

Da carteira, as mais negociadas foram a Amazon, Alibaba e Google, sendo que todos os nomes tiveram aumento de liquidez superior a 40% no período.

Melhores da Bolsa 2020
Cadastre-se gratuitamente para participar do encontro entre os CEOs das melhores empresas listadas na Bolsa e gestores de grandes fundos, entre os dias 24 e 26 de novembro:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.