Dados do IBGE

Volume de serviços recua 0,6% em setembro na comparação com agosto, após cinco meses de crescimento

A projeção da Refinitiv era de alta de 0,5% na base mensal e de 13,5% na comparação anual 

Por  Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – O volume de serviços no Brasil recuou 0,6% em setembro na comparação com agosto, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta sexta-feira (12).

Assim, o indicador interrompeu uma sequência de ganhos registrada nos últimos cinco meses, período em que acumulou variação positiva de 6,2%. Mesmo com a queda, o setor ainda está 3,7% acima do patamar pré-pandemia, de fevereiro de 2020.

“O principal impacto negativo nessa queda do setor de serviços veio dos transportes, que foram influenciados pelas quedas no transporte aéreo de passageiros, devido à alta de 28,19% no preço das passagens aéreas, no transporte rodoviário de cargas e também no ferroviário de cargas”, explica o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

Em relação a setembro do ano passado, o volume de serviços avançou 11,4% e teve a sétima taxa positiva consecutiva.

Os números, porém vieram abaixo do esperado. A projeção da Refinitiv era de alta de 0,5% na base mensal e de 13,5% na comparação anual.

(com Agência de Notícias do IBGE)

Aprenda a transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.

Compartilhe