Bolsa

Volátil, Ibovespa chega a operar no positivo antes de voltar a cair

Investidores avaliam as alternativas de política monetária no Brasil, na zona do euro e Reino Unido

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Depois de abrir em campo positivo, a bolsa brasileira inverteu o rumo e passou a operar em queda no pregão desta quinta-feira (6) – ainda apresentando forte volatilidade, chegando a operar em alta antes de voltar a cair. Por volta de 14h05 (hora de Brasília), o Ibovespa registrava perdas de 0,16%, aos 57.588 pontos.

A principal referência da sessão até agora foi a manutenção dos juros na União Europeia, no patamar de 0,75% ao ano. Além disso, a autoridade alertou que buscará derrubar os rendimentos dos títulos soberanos com seu novo programa de compra de títulos – mas não fará isso com a Espanha até que um pedido formal seja realizado. O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, defendeu maior integração fiscal na zona do euro.

Por ora, os investidores avaliam a ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, que decidiu pela manutenção da Selic em 7,25% ao ano. Na minuta, o comitê repetiu que os juros devem permanecer no atual patamar por um “período suficientemente prolongado” de tempo. 

Na Inglaterra, o banco central informou que optou por deixar o juro britânico inalterado em 0,50% ao ano. O programa de 375 bilhões de libras em compra de ativos também não sofreu alterações. A decisão era amplamente esperada pelo mercado. 

Agenda econômica
Do lado econômico, IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna) ficou em 0,25% em novembro, após deflação de 0,31% em outubro, de acordo com a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Na agenda norte-americana, destaque para o relatório semanal de pedidosde auxílio-desemprego nos EUA. Na Europa, atenção para dados sobre a indústria da Alemanha.