Dia do Investidor

Viveo (VVEO3) bem posicionada no mercado: analistas reforçam visão positiva para ação após Investor Day

XP e BBA reiteram recomendação equivalente à compra para ações da companhia

Por  Felipe Moreira

A equipe de research da XP Investimentos reiterou sua visão construtiva em relação à Viveo (VVEO3), fabricante de medicamentos e materiais médicos, após participar do Dia do Investidor da companhia. Durante o evento, a administração discutiu as principais iniciativas e estratégias da empresa para cada segmento e atualizou o processo de integração dos ativos adquiridos.

Segundo relatório da instituição financeira, a integração das aquisições deve gerar R$ 111 milhões de sinergias de custo (dos quais R$ 58 milhões já foram entregues) até o final de 2024, sendo que a maior parte da integração de sistemas ocorrerá ainda em 2023.

Além disso, a empresa destacou que atualmente possui R$ 1,6 bilhão de ágio a ser amortizado, com um potencial de aproximadamente R$ 540 milhões em economia com impostos, e que as sinergias de receita representam uma opcionalidade positiva.

A XP também destaca que a Viveo pretende fechar uma parceria com a Medtronic para entrar no mercado de órteses, próteses e materiais especiais (OPME), começando pelo segmento de cirurgia geral.

Na avaliação da XP, a Viveo está bem posicionada para gradualmente adquirir uma parte significativa desse mercado, aproveitando principalmente seus altos padrões de conformidade, sua ampla capilaridade e seus relacionamentos próximos com prestadores.

Isso apesar do setor de saúde ainda estar sob pressão, com os pagadores aumentando os termos de pagamento para os prestadores e os prestadores aumentando os termos de pagamento para os fornecedores. De acordo com os executivos, no curto prazo não há uma solução clara, mas a longo prazo, a Viveo pode ajudar os prestadores a reduzir os níveis de estoque ao mesmo tempo em que aumenta sua relevância com eles.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Itaú BBA também avalia que a Viveo está bem posicionada no mercado de varejo porque muitos de seus produtos já possuem uma participação de mercado significativa e um potencial de crescimento interessante. “Nos próximos cinco anos, a empresa espera expandir para novas categorias e canais na divisão Varejo e aumentar seu mix”, diz relatório.

Ao falar de estratégias, a administração comentou sobre a estratégia de branding da empresa, que inclui a unificação das marcas em cada segmento. Depois de unificar a marca de diagnósticos em Prevena, as marcas hospitalares em Mafra e as marcas de loja/entrega em Mafra Especialidades, a empresa anunciou a unificação das marcas PSP (Azimute e Profarma Specialty) em Humânia.

Em relação às integrações, o BBA pontua que grande parte desses ganhos de eficiência devem vir da simplificação de sistemas, que incluem a implementação do sistema WMS em 16 centros de distribuição ao longo do restante de 2023 e no 1T24, migração dos principais negócios para um dos ERPs integrados da Totvs até o final do ano e integração de todos os negócios em um Sales Force CRM até o final de 2023.

O Itaú BBA mantém avaliação outperform (desempenho acima da média do mercado, equivalente à compra) e preço-alvo de R$ 28, o que representa um potencial de valorização de 47,4% frente a cotação da última quinta-feira (17) de R$ 19. A XP Investimentos também reitera recomendação de compra para o papel.

Compartilhe