Vitória de Bush não surpreende e bolsas norte-americanas caem

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

O mercado acionário norte-americano não se abalou com a definição da eleição presidencial americana, com os principais índices, à exceção do Dow Jones, fechando o dia em baixa. Segundo analistas, os preços das ações já estavam adequados com este cenário, restando para os investidores os relatórios pouco animadores das fabricantes de computadores. Ontem foi a vez da Compaq anunciar que não alcançará as previsões para o trimestre, alguns dias depois de outras gigantes do setor como Apple, Gateway e Dell admitirem que também não cumprirão o prometido. O desaquecimento nas vendas de PC’s derrubou também os papéis de empresas do mercado de semicondutores. Com isso, os setores de medicamentos, energia e telecomunicações foram os únicos que saíram do pregão valorizados.

O Dow Jones, índice que concentra os papéis das blue chips norte-americanas, fechou em ligeira alta de 0,24% a 10.794,44 pontos. A holding Philip Morris, que tem grande presença no mercado de tabaco, fechou em alta de 6,53% como consequência da quase confirmada vitória de George W. Bush. Outra ação que apresentou bom desempenho (+3,48%) foi a AT&T, após um jornal japonês divulgar que a British Telecommunications estaria em negociação com a gigante americana para adquirir sua participação na Japan Telecom. Outros destaques positivos foram Exxon-Mobil (+1,30%), McDonald’s (+0,81%) e Procter&Gamble (+0,70%). Já os destaques negativos ficaram por conta da HP (-5,85%), da Wal-Mart (-3,01%) e da Microsoft (-1,93%).

O Nasdaq Composite, índice que mede o desempenho das ações de empresas de tecnologia, encerrou o pregão em queda de 3,72% a 2.822,77 pontos. O anúncio da Compaq, de que suas vendas de PC’s ficarão cerca de 10% abaixo do esperado, derrubou os preços das ações de tecnologia. A Amazon teve o pior desempenho (-8,21%), seguida pela Oracle (-7,72%), Sun Microsystems (-6,27%), Cisco Systems (-5,98%) e Dell (-5,83%). Na outra ponta vale citar a WorldCom (+3,19%) e outra gigante do setor de telecomunicações, a Qualcomm (+1,67%), que teve hoje seus papéis fortemente recomendados para compra por analistas.

O índice S&P 500, que concentra as 500 maiores empresas norte-americanas, fechou em queda de 0,82%, a 1.359,99 pontos. O destaque negativo foi para a fabricante de equipamentos Texas Instruments (-9,11%), que teve seus papéis rebaixados pela corretora AG Edwards. A seguir vieram Nortel (-5,97%), Merrill Lynch (-4,71%) e Intel (-2,74%). Dentre as principais ações que subiram hoje estão as da Lucent (+6,69%), com rumores de que estaria sendo adquirida pela finlandesa Nokia e as dos bancos de investimento JP Morgan (+3,67%) e Chase Manhattan (+3,49%), que especificaram hoje quanto cada cotista receberá em dividendos após a fusão, o que agradou os investidores.

Compartilhe