Vilões da crise, bancos e imóveis trazem tom positivo para mercados nesta sessão

Investidores avaliam agenda nos EUA, enquanto analistas já avistam formação de fundo no mercado de casas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Animados com dados sobre o lado real da economia e notícias sobre o setor financeiro, os mercados globais registram uma nova sessão de ganhos nesta terça-feira (19), apontando para uma abertura favorável no âmbito doméstico.

Com grande expectativa em relação a novos indicadores sobre o mercado imobiliário nos Estados Unidos, investidores acompanham resultados favoráveis de importantes companhias no plano internacional, como Vodafone e Home Depot.

“Mesmo que haja uma futura elevação nas execuções de hipotecas, a economia [dos EUA] deve ser capaz de limpar o excesso de estoques nos próximos 12-18 meses. Com isto, o fundo para os preços de casas aparenta estar no horizonte”, afirmaram analistas do banco francês Société Générale.

Aprenda a investir na bolsa

Também destaque sobre os bancos nos EUA causa impacto nos mercados, em função de rumores sobre o pagamento antecipado dos empréstimos governamentais de emergência do plano Tarp (Troubled Asset Relief Program) por instituições como JP Morgan Chase, Morgan Stanley e Goldman Sachs.

Noticiário corporativo

A Vodafone recebeu o impulso da desvalorização da libra e registrou Ebitda (geração operacional de caixa) nos últimos 12 meses até março subir para &Pound; 14,5 bilhões (cerca de US$ 22 bilhões), ante os &Pound; 13,5 bilhões registrados no mesmo período do ano passado.

A Home Depot, uma das maiores varejistas dos Estados Unidos, reportou neste dia um lucro líquido de US$ 514 milhões no primeiro trimestre fiscal de 2009. O resultado é 44,4% superior quando comparado ao ganho registrado um ano antes.

No Brasil, destaca-se a confirmação da fusão entre Sadia e Perdigão, que devem anunciar detalhes sobre o acordo em coletiva logo após a abertura do mercado.

Perspectivas

Os principais mercados em Wall Street registram nova sessão de ganhos neste dia, antes da divulgação dos indicadores sobre início e permissões para construção de casas nos EUA, assim como as principais bolsas no continente europeu, conferindo tom positivo para a abertura dos mercados no Brasil.

No último pregão, o Ibovespa registrou ganhos de 5,01%, atingindo 51.463 pontos. Segundo Hamilton Moreira Alves, da BB Investimentos, no último pregão o índice “avançou com volume, depois da pausa em baixa na semana anterior (com giro médio
menor), que veio após 9 semanas consecutivas de ganhos. O índice tem resistências agora em 52.100 pontos e próximo aos 54.300 pontos”.

PUBLICIDADE