Veste (VSTE3), ex-Restoque, registra lucro líquido de R$ 224,8 milhões no quarto trimestre de 2022

Em 2022, dona das marcas marcas Le Lis Blanc, John John, Dudalina e Bobo teve lucro de R$ 55,2 milhões, ante prejuízo líquido de R$ 804 milhões de 2021.

Equipe InfoMoney

Fachada de loja Le Lis Blanc, que faz parte da ex-Restoque, atual Veste (VSTE3) (Foto: Divulgação)

Publicidade

A Veste S.A. Estilo (VSTE3), antiga Restoque, teve lucro líquido de R$ 224,8 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), revertendo em parte o prejuízo líquido de R$ 661,2 milhões do quarto trimestre de 2021. A Veste tem no seu portfolio de marcas Le Lis Blanc, John John, Dudalina e Bobo.

Em 2022, o lucro líquido totalizou R$ 55,2 milhões, ante prejuízo líquido de R$ 804 milhões de 2021.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 254,2 milhões no 4T22, revertendo o dado negativo de R$ 12,3 milhões do 4T21 e alcançando 393,8 milhões em 2022, 12 vezes acima dos R$ 33,3 milhões do ano anterior.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A receita líquida, por sua vez, foi de R$ 277,5 milhões no 4T22, queda de 3,4% ante o dado de um ano antes. Em 2022, o avanço da receita foi de 21,6%, para R$ 1,066 bilhão.

Em release de resultados, Alexandre Afrange, CEO da companhia, destacou que 2022 “foi um ano transformacional e de suma importância para a história da companhia, quando a empresa adequou sua estrutura de capital e apresentou resultados operacionais consistentes”.

O processo foi realizado por meio da capitalização da quase totalidade das debêntures no capital social. Como resultado desse aumento de capital, a dívida bruta, que totalizava R$ 1,77 bilhão previamente à operação, foi reduzida em 92,6%, sendo o saldo de R$ 117 milhões (corrigidos a CDI + 1,1% a.a.) a serem pagos em até 8 anos e R$ 13 milhões (corrigidos a TR + 1,0% a.a.), em até 18 anos.

Continua depois da publicidade

Subsequentemente, foi realizado um aumento de capital adicional de R$ 100 milhões no caixa da companhia – processo iniciado em dezembro de 2022 e concluído em fevereiro de 2023. Segundo o CEO, essa medida ajudou a rebalancear a estrutura de capital, reduzindo os níveis de alavancagem e melhorando os índices de liquidez.

“Terminamos 2022 dentro de patamares equilibrados de alavancagem com uma relação de 0,3 vez dívida líquida/Ebitda, considerando um Ebitda ajustado de R$ 200,4 milhões em 2022”, aponta.

Ao falar sobre o quarto trimestre, a mensagem do executivo apontou que o faturamento atingiu R$ 347,6 milhões com
crescimento no canal B2C e B2B de 0,7% e 2,8%, respectivamente, mesmo com uma base de lojas (incluindo outlets) 16,4% inferior ao mesmo período de 2021.

O Same Store Sales (SSS) apresentou um aumento de 32,1% no ano e 8,5% no quarto trimestre de 2022 em comparação com o mesmo período do ano anterior.