Bolívar Digital

Venezuela anuncia criação de moeda digital, que entrará em vigor em outubro

O "Bolívar Digital" será aplicado a uma escala monetária que suprime seis zeros da divisa nacional, e não irá acabar com a moeda física

O Banco Central da Venezuela anunciou, nesta quinta-feira, 5, a criação de uma moeda digital, que entrará em vigor em 1º de outubro.

Segundo comunicado, o chamado “Bolívar Digital” será aplicado a uma escala monetária que suprime seis zeros da divisa nacional, isto é, divide por 1 milhão.

A instituição explica que o corte de zeros não afetará o valor da moeda e tem objetivo apenas de facilitar as transações. O instrumento não visa substituir a moeda física, de acordo com a nota.

De acordo com o governo, o principal objetivo das mudanças é promover a recuperação econômica do país, que enfrenta uma forte recessão e hiperinflação há pelo menos quatro anos.

A utilização na versão digital, feita por meios de pagamento eletrônicos, permitirá avançar na construção de uma visão moderna da moeda nas transações cotidianas. Sua utilização também reduzirá os custos por transações na economia, segundo o Banco Central do país.

Em comunicado, o governo diz ainda que “a Venezuela está em um processo progressivo de modernização dos seus sistemas de pagamento e que recentemente iniciou as operações do novo Sistema de Troca de Mensagens Financeiras, feito localmente, por venezuelanos, promovendo a independência de sistemas estrangeiros para operações bancárias nacionais na consolidação da utilização efetiva do bolívar”.

(Com Estadão Conteúdo)

Transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos é possível. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.