Venda de veículos novos cai 75,9% em abril e leva a pior quadrimestre desde 2006

Foram 55,7 mil unidades vendidas em abril, em soma que considera os veículos leves e os pesados

Estadão Conteúdo

Publicidade

No primeiro mês completo desde que tiveram início as medidas de isolamento social no Brasil, a venda de veículos novos teve queda de 75,9% em relação a igual mês do ano passado, informou nesta segunda, 4, a Fenabrave, federação que reúne as concessionárias espalhadas pelo País. Em comparação a março, que começou a ser afetado na segunda quinzena pela pandemia do novo coronavírus, o tombo foi de 65,9%.

Foram 55,7 mil unidades vendidas em abril, em soma que considera os veículos leves (automóveis e comerciais leves) e os pesados (caminhões e ônibus). É o menor volume para o mês desde o início da série histórica da Fenabrave, em 2003. Naquele ano, em abril, as vendas somaram 108,3 mil unidades, quase o dobro de abril deste ano.

No acumulado dos primeiros quatro meses de 2020, foram vendidas 613,7 mil unidades, recuo de 26,8% em relação a igual período do ano passado. É o menor volume para o primeiro quadrimestre desde 2006, quando as vendas, de janeiro a abril, somaram 548,5 mil unidades. O número acumulado de 2020 se aproxima do resultado de 2017, quando o mercado registrou 628,9 mil emplacamentos no primeiro quadrimestre.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segmentos

Entre os veículos leves, que representam 93% do mercado em abril, as vendas somaram 51,3 mil unidades, baixa de 76,8% ante igual mês do ano passado e recuo de 67% em relação a março. No acumulado do ano, são 583,9 mil unidades, queda de 27,1% na comparação com igual período de 2019.

No caso dos pesados, o mercado de caminhões registrou 3,9 mil emplacamentos no quarto mês do ano, queda de 53,9% na comparação com igual mês do ano passado e de 40% em relação a março. No acumulado do ano, são 24,1 mil unidades, recuo de 19,2%.

Continua depois da publicidade

No segmento de ônibus, os emplacamentos somaram 460 unidades, contração de 78,5% em relação a abril do ano passado e de 64,4% ante março. De janeiro a abril, foram vendidas 5,7 mil unidades, recuo de 30,9%.