Radar InfoMoney

Venda de ações pelo BNDESPar, OPA e recomendações no radar desta 4ª

Confira os principais destaques corporativos desta quarta-feira

SÃO PAULO – O noticiário corporativo aparece bastante movimentado nesta quarta-feira (16), com destaque para a informação de que a Anheuser-Busch InBev NV, controladora indireta da Ambev (ABEV3), pretende fazer uma proposta para a SABMiller, em um acordo que reuniria as duas maiores fabricantes de cerveja do mundo e vai criar uma empresa que controla cerca de metade do lucro da indústria cervejeira. 

As notícias de uma combinação em potencial levou as ações de ambas as companhias a dispararem, com a SABMiller tendo alta de 23%, aumentando o seu valor de mercado em cerca de £ 60 bilhões (US$ 93 bilhões). A AB Inbev vê seus papéis subirem 12%.

Em comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a Ambev disse que o processo está sendo conduzido diretamente pela AB InBev, sem participação da Ambev, de modo que não há informações adicionais àquelas divulgadas pela AB InBev ou por SABMiller a serem divulgadas no momento.

PUBLICIDADE

Ambev – parte II
Além disso, um relatório do Société Genérale desta quarta-feira comentou que a AB Inbev e Casino estão entre as empresas mais expostas ao Brasil, apontando que nenhuma recuperação na economia deve ocorrer antes do segundo trimestre do ano que vem. Segundo o chefe de estratégia de ações europeias do banco, Roland Kaloyan, o prêmio de risco deve permanecer elevado dado o fraco ambiente político, incluindo austeridade, falta de reformas e corrupção. 

Bancos
O Senado aprovou na terça-feira a medida provisória 675, que eleva a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de instituições financeiras de 15% para 20% até 2019. A elevação da CSLL para instituições financeiras faz parte das medidas de ajuste fiscal enviadas pelo governo da presidente Dilma Rousseff ao Congresso. O texto, que já havia passado na Câmara dos Deputados, irá agora à sanção da presidente.

A medida, que integra o pacto de ajuste fiscal do governo, vale para bancos, seguradoras, administradoras de cartões de crédito, corretoras de câmbio, entre outras instituições. A elevação do tributo começou a valer em 1° de setembro, mas, para que fosse mantida, precisava da aprovação do Legislativo. 

Educacionais
O Santander divulgou relatório hoje revisando sua recomendação para papéis do setor de educação. A Anima (ANIM3) foi rebaixada de compra para manutenção, enquanto a Estácio (ESTC3) foi elevada para compra.

Multiplus
Além das educacionais, o Santander revisou sua recomendação para Multiplus (MPLU3) de compra para manutenção. 

Vale
A Vale (VALE3; VALE5) deve adotar uma postura mais conservadora na distribuição de dividendos em outubro, dada a deterioração das condições de mercado, comentou o Bank of America Merrill Lynch, nesta quarta-feira.

PUBLICIDADE

Em nota de 30 de julho, o diretor de ferrosos da companhia, Peter Poppinga, disse que o pagamento de dividendos do segundo semestre é decisão do conselho e dependeria de fluxo de caixa.

Embraer
A Embraer (EMBR3) disse que vê demanda na China por 1.020 novos jatos de 70 a 130 lugares.

Fibria, Suzano e JBS
Segundo uma matéria de O Estado de S. Paulo, o BNDESPar vai começar a reforçar caixa com a venda de ações de empresas na Bolsa. As principais apostas para alcançar o lucro desejado – entre R$ 1 bilhão e R$ 2 bilhões no segundo semestre – são com as vendas de ações das empresas de papel e celulose Fibria (FIBR3) e Suzano (SUZB5
), além da gigante de alimentos JBS (JBSS3). 

Brookfield 
A Brookfield Incorporações (BISA3) elegeu Alexandre Costa Fonseca como diretor financeiro e de relações com investidores da companhia.

Fleury 
A gestora americana Advent acertou a compra do equivalente a 13% do capital social da Fleury (FLRY3). Segundo o Valor, o negócio saiu por cerca de R$ 400 milhões, o que corresponde a R$ 19,70 por ação ou 16,4% de prêmio frente ao valor de fechamento de ontem (R$ 16,91). A fatia pertencia a um grupo de médicos que reduziu sua participação para 28%. Já o Bradesco Saúde mantém os 16% na empresa de medicina diagnóstica.

BTG Pactual
O BTG Pactual (BBTG11) concluiu a compra da gestora suíça de recursos BSI, consolidando o esforço de ampliar e diversificar receitas no exterior, e já mira aquisições de gestoras menores na Suíça, no momento em que o Brasil, principal mercado da instituição, mergulha na recessão. 

O grupo liderado por André Esteves anunciou na terça-feira ter pago 1,25 bilhão de francos suíços (ou 1,29 bilhão de dólares) para selar a compra anunciada em julho do ano passado, após obter aprovações de reguladores do Brasil e da Suíça.

Gol
A Delta aumentou participação na Gol (GOLL4) para 9,48% do capital.  

TIM
As empresas de telecomunicações no Brasil terão que fazer mudanças estratégicas dentro de pouco tempo, disse o presidente-executivo da TIM Participações (TIMP3), Rodrigo Abreu, alimentando expectativas de fusões que perderam força recentemente.

A TIM não está “perseguindo agressivamente” uma fusão, mas a operadora está bem posicionada para se beneficiar da consolidação do mercado, disse Abreu a analistas em Nova York, em evento realizado ontem.

General Shopping
A General Shopping (GSHP3) informou que irá realizar oferta pública de 14.519.400 ações ordinárias, destinada exclusivamente a investidores qualificados.  

Estrela
O acionista controlador da fabricante de brinquedos Estrela (ESTR4) fará OPA (Oferta Pública de Aquisição) das ações para fechamento de capital da companhia. Carlos Antonio Tilkian fará oferta de R$ 0,37 por ação para adquirir todas as ações da companhia em circulação no mercado. O valor representa um prêmio de 2,8% sobre o último preço de fechamento dos papéis preferenciais, que não foram negociados na terça-feira e fecharam a segunda-feira cotados a R$ 0,36.